Qual a importância do EPI ?

Muitas profissões expõem trabalhadores a situações de risco. Os Equipamentos de Proteção Individual, também conhecidos como EPIs, auxiliam na proteção individual dos trabalhadores. Dessa forma, mesmo com a presença de riscos ele pode proteger sua integridade física. Nesse artigo vamos destacar a importância do EPI.

O Ministério do Trabalho, através da Norma Regulamentadora NR 6, determina o uso obrigatório dos EPIs quando não for possível  eliminar os riscos do ambiente de trabalho. Ou seja, quando as medidas de proteção coletiva não funcionarem, ou oferecerem uma proteção apenas parcial, o uso dos EPIs é obrigatório.

Além disso, a norma destaca que é obrigação do empregador fornecer os EPIs necessários. Além disso, deve garantir que os profissionais façam o uso adequado dos equipamentos. Os Equipamentos devem ser usados durante todo expediente de trabalho, obedecendo todas as determinações da organização. Em caso de danos ou perdas, a empresa é responsável pela substituição. Do mesmo modo, a empresa precisa garantir que eles sejam mantidos em boas condições de uso.

Proteção individual do trabalhador

Quando falamos em medidas de prevenção de riscos podemos imaginar grandes projetos. Mas você sabia que uma simples Bota isolante pode proteger o trabalhador do contato com materiais energizados? Ou seja, ao pisar em um fio desencapado, em alta tensão, a bota protege o trabalhador de um choque elétrico.

Da mesma forma, um óculos de proteção protege o trabalhador de materiais que podem ser lançados em direção aos olhos. Cada detalhe é importante na segurança do trabalho. Um simples cuidado pode evitar um grande acidente.

Os tipos de EPIs se adequam ao tipo de atividade que o trabalhador for exercer, e o risco que pode ameaçar sua segurança e saúde. É preciso observar também a parte do corpo que precisa ser protegida.

Para proteger a audição, o trabalhador deve usar abafadores de ruídos ou protetores auriculares. A proteção respiratória fica por conta de máscaras e filtro. Para proteger o rosto e os olhos ele deve usar óculos e viseiras. A cabeça é protegida por capacetes. As luvas e mangotes protegem as mãos e os braços. Sapatos, botas isolantes e botinas protegem os pés e as pernas. Por fim, no trabalho em altura, a proteção de quedas é feita por cintos de segurança e cinturões.

Porque é importante conhecer os EPIs?

Cada atividade de risco envolve uma necessidade específica. Esses Equipamentos de Proteção Individual são feitos a partir de estudos sobre os efeitos dos riscos, e as melhores formas de conter os impactos deles. É preciso observar bem os riscos de cada atividade, assim como as funções de cada equipamento.

Quais as obrigações da empresa?

Os Equipamentos de proteção individual só podem ser usados com a designação do Certificado de Aprovação -CA  , expedido pelo órgão nacional responsável pela segurança e saúde no trabalho.

A partir disso, a NR6 determina que o empregador tenha algumas responsabilidades em relação aos EPIs. Elas são:

  • Fornecer ao trabalhador o equipamento necessário e adequado a sua atividade.
  • Fiscalizar a qualidade e condições de uso do EPI, assim como sua aprovação pelo Órgão competente.
  • Orientar e treinar os trabalhadores no uso adequado dos EPIs
  • Higienizar e fazer manutenção periódica dos EPIs
  • Exigir e fiscalizar o uso dos EPIs

Os colaboradores também tem algumas responsabilidades:

  • Usar EPIs apenas para a função específica dele
  • Ser responsável pela conservação e por guardar adequadamente
  • Informar ao empregador caso identifique alguma alteração que impossibilite o uso.

importância do EPI

Os EPIs também podem reduzir os custos da empresa. Em empresas com atividade insalubres, por exemplo, onde os níveis de ruídos estão acima dos limites de tolerância determinados pela NR 15, é previsto que a empresa pague o adicional de insalubridade. O valor pode ser de 10% a 40% . Usando o EPI a empresa não precisa pagar o adicional, uma vez que o dano causado pelo ruído será impedido. Mas vale destacar a importância de fiscalizar o uso adequado dos EPIs. Muitos trabalhadores ainda ficam presos a ideias como “ O EPI me incomoda” “ Ele me atrapalha no trabalho”. A empresa deve adotar medidas de advertência e suspensão caso identifique algum comportamento resistente. A segurança é prioridade !

Se o trabalhador sofre algum dano no trabalho, mesmo que a empresa comprove a entrega dos EPIs, ela ainda responde a Justiça do Trabalho com indenização. Pois a norma deixa claro que o empregador deve garantir o uso correto dos equipamentos.

 Treinamento adequado 

Os cursos de N10 e NR35 oferecem o treinamento adequado para o uso dos EPIs. A Norma Regulamentadora NR 10 determina os EPIs necessários para o trabalho com alta tensão. Já a NR35 especifica os Equipamentos de Proteção Individual do trabalho em altura. Conheça mais as normas NR10 e NR35, e a relação delas com a importância do EPI.

Escrito por: Marlon Pascoal Pinto

Instrutor de Normas Regulamentadoras
Engenheiro Eletricista/Segurança do Trabalho
Crea: 172.438/D MG

Aprenda os 3 Pilares para se tornar Eletricista, agora mesmo
e de forma 100% grátis.
CURSO-GRATIS

SIM! Eu quero realizar o Curso
de Eletricista Gratuito

certificado iso 9001
Logo Crea
chevron-down