Posts

Efeitos da radiação solar no corpo

A radiação solar atua diretamente no corpo humano, o efeito que estamos mais acostumados a reconhecer é o bronzeamento da pele, causado pela liberação de melanina pelas células do tecido epitelial após a exposição aos raios ultravioleta. No entanto, esse efeito já é um sinal de proteção do corpo, uma vez que a liberação de melanina acontece para proteger o corpo de exposição à radiação solar em excesso e em níveis prejudiciais.

Porém a exposição prolongada ao sol pode causar diversos problemas de saúde que são percebidos rapidamente ou em longo prazo. A pele avermelhada, quente ao toque e a existência de dores é sinal de queimaduras solares, quanto mais fortes os sintomas, mais grave é a queimadura. Além disso, bronzeamento e queimaduras constantes, além de levar ao envelhecimento da pele, também pode acarretar no câncer de pele. Outro efeito da exposição solar é a insolação, de maneira simples, é um estágio avançado à exposição ao sol, retratado pela desidratação, queimaduras, dor de cabeça, tontura, náuseas e febre.

O câncer de pele está diretamente ligado à exposição solar, atualmente é o tipo de câncer mais incidente atingindo cerca de 25% da população. Nesse tipo de câncer, as células que compõem a pele crescem de forma anormal e descontrolada, além disso, qualquer célula da pele pode ocasionar o câncer, o que faz com que existam diversos tipos dessa doença. O prognóstico do câncer de pele é relativamente positivo, quando descoberto em seu estado inicial.

Saiba mais sobre:

Raios UVA, UVB e UVC
Radiação Solar

Raios UVA, UVB e UVC

É importante ter conhecimento e atenção redobrada em relação à esses tipos de radiação, uma vez que os raios ultravioleta A, B e C são os responsáveis pelas alterações e doenças que podem surgir no corpo humano.

Radiação Ultravioleta A – UVA

Compõe a maior parte do espectro ultravioleta que atinge a superfície do planeta. Sua intensidade é constante durante o ano e varia pouco durante o dia, de forma que atinge o corpo humano com intensidade próxima durante o inverno e o verão. O comprimento de onda dessa radiação está entre 315 e 400 nm.
Essa radiação penetra a pele profundamente e é a principal responsável pelo fotoenvelhecimento (envelhecimento da pele pela exposição ao sol), além disso, tem relação importante ao surgimento do câncer.

Radiação Ultravioleta B – UVB

Grande parte da radiação UVB, cerca de 90%, é absorvida pela camada de ozônio da atmosfera e, por isso não chega à superfície. O comprimento de onda dessa radiação está entre 280 e 315 nm.
A intensidade desses raios aumenta significativamente durante o verão, em especial durante o período entre as 10h e 16h, quando a intensidade atinge os níveis máximos. Esses raios são os responsáveis pela vermelhidão da pela e das queimaduras após a exposição ao sol. Eles também são responsáveis pelas alterações celulares que predispõem o organismo ao câncer de pele.

Radiação Ultravioleta C – UVC

Os raios UVC são os mais perigosos para o ser humano e tem comprimento de onda ente 100 e 280 nm. No entanto, praticamente não chegam à superfície terrestre sendo filtrados, absorvidos e refletidos pelo oxigênio e pelo ozônio presente na atmosfera.

Saiba mais sobre:

Efeitos da radiação solar no corpo
Radiação Solar

© Todos Direitos Reservados | Engehall Elétrica | Curso NR10