Posts

Tudo sobre a reciclagem NR33

 

NR33 reciclagem, aqui está um dos cursos mais procurados por aqueles que precisam atuar em condições de maior risco. Este curso basicamente faz com que os principais conceitos da norma sejam relembrados e absorvidos. E assim você pode ter resultados incríveis.

Já parou para pensar como é difícil simplesmente imaginar a profissão de algumas pessoas? Seja por conta de um ambiente desafiador, ou mesmo por conta dos riscos inerentes.

Você já parou para pensar como um metrô é construído? Como aquelas estruturas gigantescas no subterrâneo estão lá de pê a décadas sem chance de desabamento iminente?

Este tipo de tecnologia existe graças a um pesado esforço de engenharia. Existe sim um enorme número de cálculos, modelagens e vários computadores por detrás de tal empreendimento.

Entretanto não podemos negar que definitivamente muita coisa é feita até mesmo de maneira automática. Obviamente estes túneis não foram escavados à mão.

Mas nunca podemos ignorar a parte daqueles que trabalham de maneira direta no empreendimento. Seja rebocando a parede, fazendo acabamentos ou mesmo estruturas, os trabalhadores braçais são o que tornam tudo isto realmente confortável.

E não precisamos ir só nos trens subterrâneos. Existem vários heróis no dia a dia que realmente fazem toda a diferença. Pense nos sistemas de esgoto, alguém precisa descer lá de vez em quando para garantir alguma manutenção.

O mesmo pode ser dito em indústrias pesadas, onde algumas máquinas, como por exemplo caldeiras e misturadores, precisam receber manutenção da parte de dentro. Assim alguém estará em um local bem desconfortável e perigoso por um tempo.

Foi assim que surgiu a norma regulamentadora 33, que dispõe sobre os principais casos de trabalho em espaço confinado. Talvez você já tenha feito o curso, mas que tal falarmos sobre um curso NR33 reciclagem?

Vamos dar uma olhada em pontos cruciais.

O que é NR33?

A Norma Regulamentadora 33, ou mais conhecida como NR33, é um conjunto de práticas, regras e normas para regular o trabalho em espaços confinados.

Por estarem expostos a vários riscos é comum que existam regras especiais para comandar este tipo de trabalho.

Podemos pegar por exemplo o início da revolução industrial, onde as pessoas estavam à merce de trabalhos em vários tipos de minas. As minas de carvão era as mais comuns, e constantemente acidentes ocorriam.

Os mais comuns eram desabamento, em segundo lugar era possível encontrar minas de gás natural, onde qualquer fonte de ignição poderia causar enormes explosões.

Entretanto ainda não sumiam os ricos das doenças pulmonares. Já que as condições de trabalho eram extremas, é normal que o pulmão acabasse recebendo doses constantes de fuligem, e então acabasse finalmente com algum problema mais sério.

Hoje as condições estão muito melhores, e é importante que as empresas tenham foco para não correr riscos maiores. Mas definitivamente ainda existem desafios a serem superados, e esta norma é que irá regular todos os procedimentos e ações necessários.

Como a NR33 reciclagem classifica um local confinado?

A definição de um espaço confinado é realmente bastante desafiadora. Afinal de contas isto vai variar de situação para situação. Primeiramente levando em conta que não é exatamente o tamanho do local que irá fazer diferença.

Pense bem, você preso em uma sala de 20 m2 ou de 40 m2 ainda estará confinado, não é mesmo? Embora a norma leve em condição outro fator na hora de definir o espaço confinado além do conceito de local fechado.

Um espaço confinado é qualquer lugar que não foi criado para que uma pessoa esteja dentro. Mesmo que esta inserção seja de alguns minutos.

Normalmente esta causa ocorre por conta do fraco sistema de ventilação. E por mais que muitos acreditem, não é verdade que está tudo bem se houver uma boa quantidade de oxigênio.

Nosso corpo precisa sim deste gás precioso, mas vários outros gases estão misturados na atmosfera. Quando um local confinado está com uma saída de ar comprometida, é normal que a concentração de gases tóxicos, como o monóxido de carbono, aumente.

Ainda que você esteja com uma enorme quantidade de oxigênio disponível a concentração dos gases tóxicos podem envenenar a pessoa.

Os sintomas costumam começar fracos, como por exemplo dores de cabeça. Mas nada garante que algo pior não aconteça, como um desmaio ou mesmo óbito.

Isto porque não considerei também os possíveis riscos de desabamento, no caso de túneis. Que embora sejam muito raros hoje em dia, ainda são passíveis de acontecer.

E claro, no caso de pessoas que fornecem manutenção e reparo para maquinário pesado, sempre existe o risco de que você acabe irremediavelmente amassado, eletrocutado ou algo semelhante caso o equipamento ligue sozinho.

Quais os principais tipos de trabalhos envolvidos?

É normal que a maior parte dos trabalhos esteja diretamente ligada à construção civil. Afinal de contas a construção de espaços subterrâneos, tubulações de esgoto e semelhantes são todos referentes a este tipo de local confinado.

Mas também é possível encontrar eletricistas e mecânicos, que são os que precisam ficar diretamente responsáveis pelo trabalho em local confinado.

Um curso NR33 reciclagem é uma das formas ideais de manter cada um desses funcionários diretamente alertas sobre suas principais ações de segurança. Porém acredito que o fator diferencial muitas vezes é a própria conscientização.

É normal que a maioria dos trabalhadores desta área tenha uma espécie de carreira. Além é claro de que muitos iniciaram suas profissões ainda jovens e em ambientes desafiadores.

Acaba sendo quase que impossível não criar confiança nas próprias habilidades, e por mais que isso seja bom por um lado, traz riscos do outro.

Digamos que a pessoa já tenha perdido o medo de locais confinados, isto é extremamente positivo. Mas se esta mesma pessoa acaba ignorando as medidas de segurança, a confiança já se torna um problema real.

Por isso é importante não só fazer um curso, como também periodicamente realizar o curso NR33 reciclagem. Assim você garante que os conselhos sejam melhor absorvidos.

E este é o ponto principal, conscientizar para que a pessoa entenda que problemas sempre podem acontecer.


Responsabilidades previstas na norma

São vários os pontos revistos em curso NR33 reciclagem. Mas sem dúvida os principais estão relacionados à responsabilidade dos envolvidos.

Existem algumas responsabilidades exclusivas do trabalhador e outras exclusivas do contratante. Para se ter um bom resultado geral na segurança em si é importante atentar para cada um desses detalhes.

Garantindo assim uma resposta eficaz e bastante rápida para imprevistos.

Responsabilidades do contratante

Identificação de locais confinados: Embora os funcionários habilitados através de um curso de qualidade tenham a capacidade de identificar a maioria dos locais confinados, esta é uma atividade que requer maior foco.

Assim o empregador precisa identificar os locais e também assinalar tudo o que for necessário.

Identificar riscos inerentes a operação: Não é de hoje que o trabalho de identificação de riscos se tornou profissional. Assim é importante, e até mesmo obrigatório, que uma equipe especializada em segurança do trabalho esteja ativamente envolvida na atividade de catalogação dos riscos.

Implementar as políticas de segurança e saúde: Saber o que é um local confinado e quais são seus riscos é só metade do caminho. A ideia aqui é criar também uma série de políticas, gestão e procedimentos tanto para prevenção como para resposta de acidentes.

Sendo que uma resposta mal orientada a um acidente pode acabar sendo ainda mais destrutiva do que o problema em si.

Treinamento e capacitação: A empresa precisa fornecer a capacitação e treinamentos constantes dos profissionais. Seja através de um curso NR33 antes do ingresso na função, ou pela manutenção através de um curso NR33 reciclagem.

Seja como for é importante notar que a maioria dos que se aplicam a uma atividade como esta precisam definitivamente de uma revalidação.

Informar sobre os dados do trabalho: Novos espaços confinados podem aparecer, riscos podem ser aumentados ou até mesmo diminuídos. Mas o fato é que a empresa precisa informar diretamente cada profissional de maneira constante para garantir bons resultados.

Disponibilização de EPIs: Todos os equipamentos de proteção individual são de responsabilidade exclusiva da empresa contratante, e devem ser requisitados dela antes do início da atividade.

A falta de fornecimento do material deve imediatamente fazer com que a atividade seja suspensa. Não interessa o tamanho do prejuízo envolvido.

Responsabilidades dos trabalhadores

É importante dizer que os trabalhadores não são pessoas indefesas e que eles também precisam fazer sua parte. Embora o número de suas responsabilidades seja definitivamente menor, são eles que garantem o bom fluxo de trabalho seguro.

Cumprir a norma: Sempre que se está trabalhando em uma empresa o colaborador precisa fazer todo o esforço possível para cumprir a norma reguladora ligada diretamente às suas funções.

Entretanto isto muitas vezes é ignorado, seja por um desconforto ou baixa na produtividade. Embora ele esteja querendo ser mais rápido para ser bem visto, a verdade é que a empresa em si não irá olhar com bons olhos um ato irresponsável.

Até porque este tipo de atitude irá possivelmente acarretar em multas realmente salgadas. Que podem até mesmo justificar a demissão do trabalhador sem uma justa causa.

Cumprir o uso de equipamentos e procedimentos da empresa: Qualquer trabalhador que executa um serviço precisa seguir um número interessante de procedimentos que garantem uma boa produtividade e segurança ao trabalhador.

Sendo assim é importante que a pessoa esteja à disposição para seguir tudo conforme o requisitado. Afinal de contas ela está sendo paga para isso. Principalmente quando falamos de equipamentos de proteção individual, já que um acidente pode envolver mais pessoas do que o normal.

Comunicar situações de risco para seus superiores: A comunicação é algo crucial para a segurança das pessoas. Principalmente quando falamos de equipamentos defeituosos ou situações de risco.

Este tipo de comunicação pode evitar grandes acidentes que nem sempre os técnicos de segurança possuem tempo para prever.

Manter as atitudes coerentes ao aprendido em cursos e treinamentos: Não é de hoje que estou falando da importância do treinamento NR33 reciclagem. Mas sem dúvida nenhuma preciso repetir que se alguma informação está apresentada lá, não é sem motivo.

Importante

Recusar descumprir os requisitos: É comum que alguns locais infelizmente acabem pedindo para que funcionários ignorem as medidas de segurança. Entretanto é responsabilidade dos funcionários recusar a ação desprotegida.

Principais causas de acidentes segundo o curso NR33 reciclagem

É importante notar também que existem diversas causas para que um acidente ocorra. Ele dificilmente vai aparecer por algum fator alheio ao fator humano.

Quase que a maioria das vezes um acidente poderia realmente ser evitado, e assim é crucial que a pessoa realmente faça sua parte para garantir bons resultados.

Aqui está uma pequena lista das principais causas de acidente:

1 – Falta de foco

Trabalhar com a mente em outro local é realmente um perigo. Afinal de contas existem muitas coisas que precisam ser monitoradas enquanto se está em um local confinado.

A exposição a gases tóxicos deve ser a mais curta possível, mesmo com a proteção adequada, e não estar focado na tarefa acaba criando um risco maior que o necessário.

Isto porque pessoas não focadas podem simplesmente demorar mais para fazer procedimentos padrões. E também pode ser um risco para se garantir a boa integridade da pessoa no dia a dia.

Deixar cair um equipamento, fazer o processo de maneira relaxada, ou até mesmo não perceber os arredores pode ser perigoso.

2 – Pressa

A pressa é inimiga da perfeição e também da segurança. Quando se trabalha com pressa, seja para atender algum prazo ou mesmo para querer sair mais cedo do trabalho, alguns problemas vão acontecer.

Isto porque trabalhar com pressa pode diminuir drasticamente o foco, que é o problema relatado no item anterior. Mas também existem vários riscos que podem e devem ser evitados nesta situação.

Um exemplo bastante simples é realizar um reparo de maneira ineficaz só para acabar mais rápido com a situação. Muitas vezes sendo um risco para as pessoas que irão operar a máquina depois de realizado o atendimento.

3 – Imperícia (incapacidade técnica)

Não é de hoje que as pessoas mentem em currículos, e este é um problema grave. Uma pessoa antes de iniciar os seus trabalhos com certeza irão enfrentar situações complicadas até que consigam finalmente se adaptar.

Por isso é importante que as pessoas estejam sempre orientadas de maneira clara e correta pela empresa. Assim como é necessário que o currículo seja bem avaliado.

Fazer um curso NR33 reciclagem muitas vezes é o básico para se prevenir muitas situações complicadas.

4 – Preparação inadequada do local de trabalho

O acesso a locais confinados é realmente um ponto desafiador. A maioria das pessoas nem percebe, mas várias medidas de preparo precisam ser feitas. Como por exemplo isolar o local ao redor.

Também é importante sinalizar que algo está sendo feito, seja por uma fita, cones ou mesmo placas. Tudo vai depender da situação e do local em que está sendo realizado o trabalho.

Assim como é necessário que algumas pessoas estejam envolvidas em todo o processo. Neste caso precisa haver um responsável técnico que analise a entrada e faça um documento de aprovação chamado de PET.

Nenhum procedimento deve ser iniciado sem o uso do PET, que será crucial para a boa manutenção do trabalho em si.

5 – Falta de equipamentos e preparação

Você não deve iniciar um trabalho sem ter as ferramentas necessárias para a execução. Ainda que possa ser feito algum improviso, a verdade é que você precisa ter bastante critério quanto as ações que serão realizadas no ambiente confinado.

Por isso é importante que antes de começar tudo esteja totalmente preparado. Cada ferramenta deve estar separada, principalmente os equipamentos de proteção que não podem ser ignorados.

Antes de haver a entrada no espaço tudo precisa estar em ordem. De outra forma a atividade deve ser interrompida.


Onde encontrar um bom curso NR33 reciclagem?

O trabalho de busca pelo curso ideal pode ser um pouco exaustivo. Afinal de contas muitos dos trabalhos em si serão ligados diretamente à necessidade de se fazer uma reciclagem geral do conhecimento.

Para isto é necessário que o curso também seja completo, assim como o treinamento inicial. Para garantir que as pessoas tenham condições perfeitas para alcançar resultados de qualidade.

A internet provavelmente vai ter um grande número de opções, entretanto para garantir mesmo um bom resultado você precisa de uma boa empresa.

Por isso é importante que ela seja vinculado ao CREA e também tenha profissionais perfeitos, tanto para desenvolver o curso como também para entregar uma boa didática.

Muitos acabam infelizmente investindo em opções que podem até mesmo fazer você gastar dinheiro sem ter uma comprovação necessária. Então cuidado.

Qual o melhor curso NR33 de reciclagem?

Minha opinião vai te guiar diretamente para o curso na Engehall, uma empresa que está por vários anos no mercado entregando qualidade.

Além de ter todas as certificações, eles possuem uma equipe dedicada e de qualidade incomparável para seu treinamento.

Todos os cursos podem ser feitos de maneira online, e alguns também atendem empresas de maneira presencial. Sempre com uma excelente qualidade com resultados incríveis.

O curso NR33 reciclagem ainda está em preparo, mas vale a pena sempre ir atrás de novidades.

Conclusão

Por hoje é isso, espero que estas orientações tenham sido úteis, e que você tenha se alertado sobre a necessidade de manter uma boa segurança no seu trabalho diário.

Estamos aqui para sempre te orientar sobre estes temas, e sem dúvida nenhuma traremos muito mais conteúdo voltado a normas de segurança.

Por isso não se preocupe, qualquer dúvida estamos aqui para resolver, se não for pequeno o suficiente para uma resposta rápida, podemos até mesmo criar um conteúdo extra.

Então para perguntar basta deixar um comentário aqui, ou nos chamar pela página de contato. Assim que der nós responderemos, ok?

Até a próxima dica!

© Todos Direitos Reservados | Engehall Elétrica | Curso NR10