Posts

Curso NR20 – Guia Completo Sobre a Norma

Escolher um curso NR20 pode ser um desafio um pouco mais badalado do que parece. Entretanto é realmente crucial que a pessoa esteja preparada para enfrentar a maioria dos desafios de um trabalho com inflamáveis.

Trabalhar com produtos perigosos está cada vez mais comum, afinal de contas desde os produtos tóxicos até os inflamáveis, todos fazem parte de nossas vidas. E não tem escapatória.

Um frentista, por exemplo, é um profissional que está diariamente exposto a este tipo de produto, e inevitavelmente vai correr riscos em sua profissão.

Mas até que o combustível chegue ao posto em si várias outras pessoas serão envolvidas neste processo de distribuição. Então é possível que muitos acabem sendo envolvidos em uma real situação de risco do mesmo grau ou pior.

Sendo assim a maioria das empresas do ramo conta com uma série de protocolos, ações e até mesmo estudos que vão prevenir os possíveis acidentes de trabalhos envolvendo estes produtos.

Acredite você ou não, mas aproximadamente a cada 4 horas um acidente de trabalha é reportado em nosso país. Isto sem contar os casos encobertos e aqueles que são evitados por um bom procedimento preventivo.

Parece que a guerra pela segurança do trabalhador realmente ainda vai muito longe. E você não deve de jeito nenhum andar descuidado ou deixar para que terceiros tomem conta das suas decisões.

A Norma Reguladora 20, ou NR20, foi criada exatamente para tratar destes assuntos. E hoje gostaria de trazer um guia completo sobre tudo o que você pode encontrar para finalmente se manter capacitado. Vamos conferir?

O que é NR20?

NR20 é um dispositivo legal que regula as atividades que envolvem líquidos e substâncias inflamáveis e combustíveis. Seu objetivo é proteger os trabalhadores que são expostos aos seus riscos envolvidos em qualquer etapa do trabalho.

Assim não é necessário que a pessoa esteja só presente na distribuição final no próprio posto de gasolina. Ela estará sujeita à norma também nas etapas de:

  • Extração
  • Distribuição
  • Refino
  • Beneficiamento
  • Envazamento
  • Movimentação
  • Venda
  • Etc…

O que são as substâncias sob o controle da norma?

É importante notar quem nem tudo estará funcionando sob o controle completo da norma. Cada coisa terá seu ponto de fulgor, que é uma medida crucial para saber se esta é ou não uma substância de risco.

O ponto de fulgor é a menor temperatura de algo, seja líquido ou sólido, onde os vapores diluídos no ar da atmosfera vão ter uma reação de combustão assim que receberem uma fonte de ignição.

Basicamente podemos considerar a fonte de ignição como uma chama ou centelha.

A partir disso podemos retirar outras medidas importantes para a norma, como por exemplo os líquidos inflamáveis, que são aqueles com ponto de fulgor menor ou igual a 60 graus Celsius.

Já os líquidos combustíveis são aqueles com o ponto de fulgor maior que 60 e menor ou igual a 94 graus Celsius. Os gases inflamáveis são aqueles que vão ter a combustão no momento em que atingirem 20 graus Celsius a 101,3 kPA.

Estas podem ser medidas um pouco técnicas, mas vale a pena ter anotado para possíveis referências, nunca se sabe.

Atitudes de segurança segundo a NR20 (normalmente não cobertas em curso NR20)

É normal que a norma traga algumas importantes considerações que mantenham a saúde do colaborador sempre em ordem. Tem quem queira realmente trazer uma visão mais voltada a acidentes, mas as coisas não param por aí.

Ao ver qualquer curso NR20 de qualidade, digo isto porque nem todos cobrem esta parte, é importante notar que a saúde e bem estar do trabalhador estão em jogo.

Uma substância inflamável normalmente vai liberar gases que são tóxicos, assim como podem ser extremamente voláteis. Ou seja, ao entrar em contato com a pela e a mucosa o corpo pode antes de mais nada ressecar.

E no caso da toxidade ser alta a pessoa pode sofrer imediatamente efeitos sérios no âmbito neural.

Só que estes problemas não aparecem no curto prazo. Eles vão surgindo a partir do médio e longo prazo. Você começa a sentir a mão e a pele mais ásperas durante algumas semanas, ou então sofre uma leve dor de cabeça que só aumenta a intensidade.

Com o tempo estes pequenos efeitos negativos se acumulam em algo muito maior e mais perigoso, que eu realmente não recomendo para ninguém.

Então alguns hábitos de segurança podem ser essenciais:

Hábitos para responsáveis pela limpeza

Quem irá manusear de forma indireta os resquícios de produtos precisa aprender a não ter contado direto com a pele e mucosas. Embora seja fácil sentir o problema se uma gota de gasolina atingir seu olho, não vai ser tão perceptível se o mesmo acontecer com a pele da mão.

Ainda mais se estamos falando de uma gasolina misturada com a água do chão de um posto. Ou então pode até mesmo ser o óleo de um motor do carro de um cliente que estava vazando.

Quem está responsável pela limpeza deve antes de mais nada usar um calçado fechado impermeável, além de óculos de proteção e luvas.

Sua calça deve ser preferencialmente cumprida assim como as mangas de sua camisa. Garantindo que o mínimo de substâncias toquem a pele.

Hábitos para os frentistas e quem trabalha com distribuição

Todos aqueles que vão estar diretamente ligados com a distribuição precisam tomar um cuidado direto. A área mais conhecida entre todos é a dos frentistas, mas podemos colocar vários outros profissionais, até mesmo do transporte.

Então ao fazer este serviço você tem que utilizar no mínimo as luvas de proteção e um aparelho que ajude na filtragem da respiração. Lembra que eu falei lá atrás dos gases tóxicos que podem ser respirados? Então, esta é a etapa em que eles costumam atuar.

Qualquer curso NR20 que você encontrar no mercado precisa no mínimo trazer uma quantidade de informações razoáveis para que você consiga separar os EPIs necessários.

Hábitos para quem faz a troca de lubrificantes

Até mesmo os profissionais da mecânica estarão passíveis de enfrentar várias normas, entre elas a NR20. Então uma das coisas que eles irão aprender diretamente lá é a importância de fazer com que durante a troca sua pele esteja protegida ao menos com luvas.

Também é interessante o uso de cremes para que não se perca a hidratação e proteção natural da pele.

Resumo dos principais EPIs utilizados na NR20

São vários os equipamentos de proteção utilizados, mas a maioria deles vão variar de acordo com a área de atuação do colaborador.

Estou deixando aqui um exemplo dos principais, aqueles mais repetidos para garantir uma segurança exemplar para quem irá trabalhar na área.

Óculos de proteção: 

Estes são dos EPIs mais básicos e de uso universal que você vai encontrar por aí. Através deles é possível proteger a visão de maneira competente, evitando ficar desorientado por algum projétil que se dirija ao globo ocular.

Praticamente qualquer trabalhador em quase qualquer nível de risco necessita utilizar ele. Seja para evitar impactos ou a contaminação através de substâncias.

Máscaras de proteção respiratória: 

Um dos principais problemas de quem trabalha com líquidos inflamáveis e combustíveis é sem dúvida a qualidade do ar que se respira. Como você já deve saber a maioria do que entra nos nossos pulmões não é oxigênio puro.

Tudo o que se mistura no ar entra com o oxigênio, e muitas vezes é absorvido primeiro. Então caso tenham gases tóxicos no meio é possível se contaminar. Este tipo de máscara previne esta situação.

Luvas de segurança: 

As luvas de segurança permitem principalmente a proteção da pele das mãos. Evitando assim que aquela substância que pode desidratar a pele. Assim como também pode ser mais fácil de retirar caso haja o início de uma chama sem que a pele seja afetada.

Entretanto também serve como uma garantia de apoio, fazendo com que a mão tenha mais firmeza e não deslize. Isto por si só haje como outro meio de prevenir acidentes.

Calçados de segurança: 

Os calçados também vão agir com função dupla. A primeira aqui será entregar um isolamento dos pés à substância que pode ser danosa à pele. Mas também são excelentes para garantir uma aderência ao solo.

Assim diminui-se os riscos de alguém escorregar ou tropeçar.


Prontuário da NR20 (Curso NR20)

Um dos pontos mais importantes da norma é que você precisa definitivamente ter vários documentos à disposição. A maioria deles, praticamente todos, são elaborados pelos responsáveis técnicos da empresa.

Então é seguro dizer que se você empreende nesta área é necessário ter um técnico de segurança do trabalho ou senão contratar uma empresa especializada.

Pode parecer um pouco chato e enfadonho ficar levantando uma lista enorme de documentos. Realmente não é a coisa mais gostosa do mundo e pode até parecer um dinheiro jogado fora.

Mas só quem já teve um colaborador que sofreu um acidente grave entende a importância deles. Assim como são necessários para manter quem você protege seguro, também é uma defesa contra grandes processos que você terá poucas chances de ganhar.

O prontuário da NR20 é nada mais nada menos do que o conjunto de todos os documentos necessários para que a norma esteja garantida. Aqui está um breve resumo de cada um:

Projeto da Instalação

Entenda por instalação como todo o local onde a norma será aplicada. Desde a sua entrada e principalmente onde as substâncias serão manuseadas.

O projeto deve conter o tamanho do local, assim como uma planta completa e detalhada mostrando onde cada coisa deve permanecer. Realmente não é uma tarefa fácil, necessitando muitas vezes de um trabalho conjunto do engenheiro responsável.

Procedimentos Operacionais

Para que um trabalho seja considerado seguro é de extrema importância que todos estejam de acordo com as práticas estabelecidas. Até mesmo o trabalho de um frentista precisa seguir passos de atuação seguros.

Ninguém em sã consciência resolveria fazer uma guerrinha com as mangueiras de um posto como se o combustível fosse água. Mas acredite, é bem provável que a maioria não faça isso pelo custo, porque a segurança para alguns é mero detalhe.

Quando há um passo a passo a ser seguido você estará garantindo que a pessoa não vai simplesmente fazer as coisas de qualquer jeito, improvisadamente. Tudo foi elaborado por alguém que conhece o trabalho e sabe que aquele é o modo mais produtivo e seguro.

E isto precisa estar listado e com fácil acesso para os profissionais.

Plano de Inspeção e Manutenção

O objetivo deste plano é criar uma rotina para que haja uma inspeção constante de toda a instalação sob a qual a norma está adequada. Se necessário várias manutenções devem tomar curso e serem implementadas para garantir o bem estar das pessoas presentes.

Não é uma das tarefas mais fáceis e rápidas, e pode realmente ser um pouco custoso para a equipe de segurança. Mas não só evitará acidentes, como também custos na produtividade.

Análise de Riscos

O nome deste documento já em si bastante autoexplicativo. A análise de risco fará um levantamento dos possíveis problemas que podem levar a algum acidentes de trabalho no futuro.

Sejam eles riscos leves, moderados ou graves, nenhum deve ser ignorado. Se necessário é importante rever constantemente, principalmente se ocorrer algum acidente com algum destes riscos não previstos.

Plano de prevenção e controle de vazamentos, derramamentos, incêndios e explosões e identificação das fontes de emissões fugitivas

Este é um dos que possui o nome mais compridos por aqui, e também é um dos que mais tem importância.

Afinal de contas imprevistos podem acontecer e um acidente pode simplesmente tomar curso de um momento para o outro.

Assim fica realmente difícil tomar alguma medida de proteção eficaz se você tiver que improvisar na hora. Por isso é importante que haja um plano de contenção para tudo, assim como parte da equipe treinada como brigadista para garantir a segurança.

Certificados de capacitação dos trabalhadores (Curso NR20)

Fazer um curso NR20 se torna crucial se a empresa realmente deseja uma validação pela norma. Então é necessário ter em mãos sempre todos os certificados.

O ideal é que você tenha eles de maneira física além dos digitais, todos anexados ao seu prontuário. Assim você garante que não passará por problemas.

Acredite, as multas para quem trabalha na área sem certificação, ou então com a certificação vencida são altas. Podem chegar, por exemplo, a quase R$ 9000,00 por funcionário.

Dependendo da empresa e do número de funcionários isto realmente não será tão fácil de resolver do dia para a noite. O melhor é não arriscar.

Análise de Acidentes

Se existe algo pior do que errar é não aprender com os seus erros. Assim é crucial que cada acidente, pelo menor que ele for, seja catalogado.

Às vezes acidentes maiores começam com alguns menores como por exemplo um escorregão. Tudo pode se desencadear em um breve momento. E é comum que algo que já poderia ter sido corrigido infelizmente traga problemas sérios.

O fato é que com tudo documentado tanto a empresa quanto os colaboradores ficam protegidos para saber quem realmente vai ser culpado sobre algum problema.

Plano de Resposta a Emergências

Este é mais um exemplo de documento que pode salvar vidas. Aqui são feitas provisões e planos para casos que não podem ser imaginados no dia a dia.


Por que fazer um curso NR20?

Um curso NR20 é crucial para aqueles que querem se desenvolver como bons profissionais. Infelizmente nem todos estão realmente se importando para este tipo de coisa.

Este curso é obrigação da empresa, ou seja não acarreta nenhum tipo de custo para o profissional. Se você é dono de um estabelecimento precisa pensar em fazer ao invés de simplesmente cobrar.

Assim como também pode ser importante para a maioria das pessoas pensar em alguns pontos, como por exemplo a possibilidade de realocação profissional. Deixe me explicar.

Embora a empresa seja obrigada a pagar o curso NR20 é comum que vários profissionais vão atrás dele por conta própria.

Isto acontece porque ninguém do ramo afetado pela norma pode começar a trabalhar antes de receber o certificado. Empresas realmente contratam em momentos de muito desespero, e esperar uma capacitação pode ser um tempo que elas não possuem.

Assim escolher um profissional já certificado facilita muito o trabalho.

Isto não significa que não haja necessidade de repassar o conteúdo dos procedimentos operacionais ou reciclagens. Mas é um adianto.

Qual o melhor curso NR20?

Esta é uma pergunta interessante e realmente merce uma reposta. Afinal de contas na internet existem várias pessoas, e até mesmo empresas, que realmente estão preocupados em fazer lucro através de ações bastante desonestas.

Muitos vendem um curso com certificados inválidos, outros entregam cursos que mesmo com o certificado válido podem não garantir um aprendizado decente ao seu profissional.

Sendo assim minha recomendação é que você esteja atrás de um curso de uma empresa que seja filiada dos principais órgãos de fiscalização e regulamentação, como por exemplo o CREA.

Assim a principal recomendação seria a Engehall, que por mais de 10 anos está no ramo de cursos de capacitação e profissionalizantes.

Em breve eles terão um curso NR20 completo, basta aguardar.

Conclusão

Para você ter um resultado de verdade é necessário apostar no que é certo. Ter um papel por si só não vai proteger ninguém dos acidentes possíveis de uma atuação de risco.

Sendo assim minha principal recomendação é que você escolha o principal curso da área com a Engehall. E claro, sempre esteja em dia com o uso de EPIs e atualizações da norma.

Lembre-se o conteúdo dela é feito por vários profissionais na vanguarda da pesquisa de segurança, sempre trazendo o melhor em qualidade.

Por hoje é isso, espero que este guia da norma tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre o assunto. Mas qualquer dúvida é só chamar aqui nos comentários ou na página de contato, ok?

Nos vemos em um outro assunto!

© Todos Direitos Reservados | Engehall Elétrica | Curso NR10