Por ISSO que “DÁ RUIM” emendar CABOS de “BITOLAS” DIFERENTES 🚨

Bem vindos a mais um vídeo da série MDC - A Máquina Destruidora de Componentes aqui da Engehall.

Recentemente fizemos nosso 1º podcast aqui do canal e o Brener contou a história da tal “rede mestra”, que inclusive tem na casa da mãe dele.

É turma, geralmente este tipo de instalação é feita com cabos de 6mm2 e apenas um disjuntor lá no padrão de 40 ou até mesmo 50A nos casos mais corajosos.
Enfim, depois desta história do Brener, uma dúvida apareceu em nossos inscritos. O que pode acontecer de problemas em uma instalação do tipo rede mestra, o que acontece na prática quando fazemos emendas em cabos de seções diferentes?

 

Bom isso é tarefa pra nossa MDC, vamos usá-la para simular uma sobrecarga na instalação de uma casa com rede mestra e ver como cada seção de cabo irá se comportar. Você arrisca o que vai acontecer? Será que na prática mesmo, o cabo mais fino vai pegar fogo primeiro? Deixa aí nos comentários sua opinião.

Além disso aguenta firme, porque vou falar da série GUERRA AO ZÉ FAÍSCA que vai rolar este mês aqui no canal, vamos exterminar os gambiarreiros que insistem em vender mão de obra desqualificada para outras pessoas.

Se você está chegando agora no canal e não sabe o que é a MDC, ela é uma máquina que nós mesmos criamos para testar componentes elétricos e simular sobrecargas na instalação. Ela protagonizou vários testes aqui no canal, colocamos fogo em muita coisa, e descobrimos coisas novas também.

Mas vamos focar no nosso experimento da rede mestra com emendas diretas de cabos de diferentes seções nominais

Temos aqui uma linda casa de isopor para servir de cobaia do teste.
Fizemos uma simulação de instalação elétrica, estilo rede mestra, sai os cabos de 6mm lá do padrão e liga direto no chuveiro como vocês podem ver pelo desenho desse chuveiro lindo aqui. Fizemos também duas derivações diretas, uma com cabo 2,5mm² para simular todas as cargas de tomada, que inclusive tá desenhada lindamente também, e outra derivação para o interruptor, que está simulando todas as cargas de iluminação. E essa foi feita com cabos de 1,5mm².

Hora do show, vamos simular primeiro uma uma sobrecarga nessa rede mestra, como se várias coisas fossem ligadas ao mesmo tempo, chuveiro, tv, micro-ondas, secador de cabelo da patroa, videogame home theater, enfim tudo que tem direito numa casa e lógico, as pessoas leigas não têm noção do risco de uma instalação mal feita. Notamos aqui uma variação brusca na temperatura dos cabos, olha isso, nos condutores de 1,5mm a temperatura variando perto de 100 graus, já no cabo 6mm cai bastante, para em torno de 40 graus, e nos cabos de 2,5mm já tá em torno de 70 graus. Pouco tempo depois os cabos de 1,5mm já estavam a 150 graus, o 2,5mm² passando de 90 graus, e a primeira emenda, no cabo 6 para 1,5mm já estava se desfazendo, junto com o telhado da nossa casa cobaia. Os cabos de 1,5mm começaram a derreter antes de qualquer outro, isso se explica devido a seção nominal deles mesmo, ou seja o fato de serem os mais finos aqui. Uma coisa interessante a se observar é que ao contrário do que imaginávamos, os cabos de 2,5mm estão praticamente intactos, mesmo chegando aos 90 graus no teste.

O que aconteceu aqui é que a sobrecarga se concentrou no cabo principal, e junto a isso na primeira parte da instalação, onde tínhamos o cabo de menor seção, logicamente, numa situação assim o cabo mais fino tende a derreter mais rápido, tirando que a distância para a circulação da corrente através dos cabos de 1,5mm é menor. Já o fato do cabo 6mm ter derretido também, observem que ele somente derreteu no trecho da alimentação até a derivação do cabo de 1,5mm, isso prova que a corrente, sempre vai procurar o caminho mais curto. Só que mesmo não derretendo o outro trecho, todos os condutores da casa passaram pela sobrecarga junto com o cabo principal.

Cara, este tipo de ligação era bem comum antigamente, e até atendia, já que as casas não tinham máquina de lavar , microondas, airfryer, forno elétrico, chapinhas… enfim, todas estas comodidades que temos hoje em dia. E digo mais, muitas casas não tinham sequer chuveiro elétrico, era só a famosa serpentina, água aquecida pelo calor do fogão de lenha mesmo. Só que hoje em dia, é bastante complicado ficar fazendo rede mestra, não dá pra confiar a segurança da sua família neste tipo de ligação, até porque, a NBR5410 nem permite fazer este tipo de instalação.

Escrito por: Marlon Pascoal Pinto

Instrutor de Normas Regulamentadoras
Engenheiro Eletricista/Segurança do Trabalho
Crea: 172.438/D MG

Aprenda os 3 Pilares para se tornar Eletricista, agora mesmo
e de forma 100% grátis.
CURSO-GRATIS

SIM! Eu quero realizar o Curso
de Eletricista Gratuito

certificado iso 9001
Logo Crea
chevron-down