o que é nr12

O que é NR12?

Se você está no ramo da elétrica ou mesmo trabalha em industrias, deveria saber o que é NR12. Hoje vou explicar tudo o que você precisa saber sobre esta Norma Reguladora tão importante para vários ramos.

Não é de hoje que as fábricas e indústrias tomaram conta do mercado. Muitas vezes é até difícil imaginar uma vida sem uma produção tão intensa que permite produtos baratos e de qualidade.

Afinal de contas os processos em série não são nada mais, nada menos do que um avanço tecnológico aplicado à produção.

Por isso hoje é possível ter uma variedade incrível de produtos e serviços que muitas vezes eram inimagináveis cerca de 10 ou 20 anos atrás.

Mas tudo isto vem com um preço. Embora o foco da maioria seja falar de questões ambientais, a grande verdade é que existem cada vez mais situações perigosas no campo de trabalho.

Pense bem, uma fábrica irá conter máquinas, que muitas vezes possuem motores capazes de torcer e cortar metais. Outras não irão utilizar força bruta, mas necessitam de uma alimentação elétrica realmente alta, com níveis de potência completamente incomuns.

Assim pequenos descuidos e falta de atenção na hora errada, podem gerar um grande reflexo negativo, onde as pessoas se machucam gravemente, isso quando não perdem membros e talvez até acabam chegando ao óbito.

Seja como for existem meios de se prevenir a maioria dessas situações. Desde equipamentos de proteção especializados, até mesmo algumas alternativas de técnicas e procedimentos.

Tudo isso foi compilado em uma norma reguladora, a NR12. Que é o assunto de hoje.

Então se você quer saber tudo sobre ela, se você quer conferir exatamente o que precisa para ter resultados de verdade e sair na frente, continue lendo este material.

curso nr12

O que é NR12?

NR12, mais corretamente chamada de Norma Reguladora 12, é um dispositivo legal que visa regular os trabalhos de pessoas que estão diretamente envolvidas com máquinas de grande porte ou potencialmente perigosas.

Isto faz com que se aumente o nível de segurança e também se entregue um padrão para que as empresas possam idealizar os seus sistemas de segurança do trabalho.

Claro, este é um apoio para a empresa, mas que também possui exigências legais. Ou seja, esta norma não é optativa para as empresas.

Elas simplesmente irão fazer o que precisam, ou então irão sofrer grandes multas e até mesmo paralisação das atividades.

Por isso o conhecimento sobre o que é NR12 se tornou cada vez mais essencial para quem deseja efetivamente crescer em sua carreira, seja de eletricista ou qualquer outra, em que há contato com maquinário mais pesado.

A aplicação desta norma irá variar completamente de acordo com o registro das máquinas no estabelecimento. Por isso qualquer máquina ou equipamento precisa prestar informações sobre instalação, manutenções e até mesmo o descarte no fim da vida útil.

Então vale dizer que a empresa que a aplica acaba intrinsecamente tendo a necessidade de alguém na área de segurança do trabalho.

Quais as obrigações do empregador segundo a NR12?

Saber o que é NR12 está diretamente ligado à necessidade de se entender exatamente o que a norma traz como responsabilidade para o empregador. Que aliás são vários critérios de extrema importância!

Eles podem ser resumidos diretamente como a necessidade da empresa de prover saúde e integridade física dos funcionários.

Isto não necessariamente significa que não haverão mais acidentes se todos seguirem as normas. Mas sem dúvida nenhuma eles serão atenuados em número e em gravidade.

Alguns são simplesmente evitados por simples medidas que são até mesmo gratuitas, ou então através de equipamentos que sejam bem baratos.

Para isto existe uma frente de 3 medidas principais para evitar acidentes:

1 – Aplicar medidas administrativas

Todo trabalho precisa ser planejado antes de começar. Normalmente este processo é feito até em locais que não precisam aplicar a NR12 e várias outras normas.

Isto acontece porque são várias as necessidades de se levantar o método mais rápido, eficaz e seguro de se trabalhar. Não pense que em uma empresa grande você poderá fazer as suas coisas de qualquer jeito e em qualquer hora.

Até mesmo os meios de se desparafusar algo, ou instalar coisas simples serão pensados com antecedência.

Este tipo de atitude prévia ajuda a verificar atitudes que podem sim gerar muitos acidentes. Por isso é uma das primeiras responsabilidades previstas na norma.

É nesta etapa também que se selecionam os equipamentos corretos de proteção.

2 – Medidas para proteger coletivamente

Assim que o trabalho é definido, junto dos protocolos de segurança, é necessário pensar na questão de segurança coletiva.

Muito do que se pode fazer nesta parte está diretamente ligado à etapa anterior. Entretanto seria aqui que principalmente questões, como por exemplo os treinamentos, são agendadas e planejadas.

Aqui você fará de tudo para prevenir qualquer problema que possa ocorrer com várias pessoas ao mesmo tempo.

Nesta etapa são adquiridos e distribuídos os EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva), que irão ajudar a resolver e impedir acidentes.

Como por exemplo:

  • Redes de segurança;
  • Kits de primeiros socorros;
  • Materiais para combate a incêndios.

3 – Medidas de proteção para indivíduos

Proteger a pessoa de maneira isolada também é importante. Mais do que isso, é crucial. Até porque a maioria dos acidentes envolvem uma pessoa sozinha.

Mas não é difícil encontrar acidentes com um certo “efeito dominó”, onde o erro de um pode ocasionar problemas para outros. Gerando assim acidentes em cascata.

A maioria dos problemas serão prevenidos através de boas indicações de ação. Onde a pessoa saberá exatamente como fazer cada um dos procedimentos da maneira mais segura possível.

Por outro lado também será possível fazer muito através dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). Basicamente estes são os equipamentos de proteção que vão evitar problemas para pessoas de maneira isolada.

Os mais comuns são:

  • Óculos de proteção;
  • Viseira protetora;
  • Máscara;
  • Botas de segurança;
  • Perneiras;
  • Colete refletor;
  • Luvas.

Cada um protege uma parte específica do corpo. Além de garantir que você tenha um meio eficaz de se manter seguro.

Não é fácil vencer completamente todos os problemas. Entretanto utilizando estes equipamentos da maneira correta a maioria dos acidentes e situações são prevenidas.


o que é a norma nr12

4 hábitos que previnem acidentes sérios

Ao saber o que é NR12 você também vai precisar levar em consideração algumas atitudes básicas que ajudam a evitar a maioria dos problemas. Algumas medidas nem necessitariam estar presentes na norma, afinal de contas são puro bom senso. Equipamentos potencialmente perigosos exigem cuidados especiais.

Mas vale lembrar que equipamentos potencialmente perigosos não são necessariamente um risco. O hábito de se portar de maneira irresponsável, ignorar manutenções e não fazer as coisas com protocolos bem definidos é que abrem brechas para os acidentes.

Então vou listar aqui o que deve ser feito para garantir sempre um excelente resultado na preservação das vidas que trabalham com máquinas e aparelhos que são potencialmente perigosos.

1 – Desligue a máquina primeiramente

Nunca dê manutenção com uma máquina ligada. Você não tem como prever o seu comportamento, e muitas vezes isto pode ser fatal.

E para não se esquecer é bom que esta seja a primeira atitude a ser tomada quando se inicia um processo de manutenção.

Assim sempre que se for fazer uma alteração você não será surpreendido por algum comportamento inesperado.

Lembrando que se a máquina precisa voltar a funcionar para ter certeza do problema, ou mesmo que a manutenção ou reparo deram certo, você jamais deve estar em contato com ela.

Ainda que seja preciso ligar e desligar ela repetidas vezes, você precisa respeitar esta regra.

2 – Corte a energia (o que é NR12)

Acredite você ou não, mas pode ser que simplesmente desligar o aparelho não seja suficiente. Isto porque muitos aparelhos em si vão apresentar comportamentos independentemente de um comando central.

Algo extremamente comum quando se tem a presença de algum sistema de arrefecimento. Ao aquecer demais o aparelho pode ter alguma bomba ou ventoinha ligada até mesmo com ele normalmente desligado.

Para evitar que isto aconteça o mais seguro mesmo é evitar que haja qualquer alimentação de energia no aparelho. Mesmo que isto faça o processo demorar um pouco mais.

3 – Comunicar antes de agir

Pode ser um pouco atípico para alguns que estão acostumados a trabalhar sozinhos. Entretanto é fundamental falar constantemente sobre o que você irá fazer em sequência.

Isto é uma necessidade que muitas vezes vai evitar que alguém cometa algum erro por não compreender um quadro. Digamos que por exemplo você esteja dentro de uma máquina dando uma manutenção e uma pessoa desavisada veja que ele não está ligado.

Com uma excelente intenção a pessoa pode religar sem consultar os outros. O que muito provavelmente irá ocasionar um problema sério.

Então a comunicação precisa até mesmo ser visual, com o uso de faixas de segurança e placas se necessário. Jamais deixando com que pessoas não envolvidas com a tarefa se arrisquem.

Perceba que esta é uma comunicação em vários níveis, dependendo do envolvimento do funcionário com a tarefa em si.

Para os envolvidos será falado diretamente com cada um parte a parte do procedimento. Mas para os que não estão ligados ao procedimento é necessário alguma forma de comunicação visual.

4 – Sinalizar o andamento do processo

Além de deixar claro o que vai ser feito é sempre importante fazer com que a comunicação permaneça até o final da tarefa. Para isto é necessário saber sinalizar tudo o que está sendo feito.

Assim as pessoas envolvidas não irão fazer atos antagônicos, que muitas vezes podem gerar acidentes ou mesmo atrasar o rumo dos trabalhos.

A sua maior segurança mesmo estará em garantir que todos tenha entendido a mensagem. Até porque um ambiente com grandes máquinas será possivelmente barulhento.

Gerando assim a necessidade de um cuidado todo especial.

norma nr12

Procedimentos para adequar as máquinas

Existem algumas ações necessárias para dizer que qualquer máquina vai estar realmente habilitada a ser liberada a funcionar.

Passando desde o inventário até o manual de uso.

Inventário

Nesta etapa serão levantadas as principais informações sobre os equipamentos ou máquinas utilizadas. Cada parte da informação é crucial, e pode gerar multas caso haja imprecisões ou erros.

São elas:

  1. Indentificar a máquina ou aparelho;
  2. Descrição geral  que vai desde o fabricante até seu tipo, modelo e características;
  3. Sua produtividade, capacidade, quanto tempo ficará funcionando por dia e os operadores envolvidos;
  4. Diagnóstico segundo a norma NR 12;
  5. Previsão da adequação;
  6. Recursos necessários para sua adequação;
  7. Localização em planta baixa.

Planta baixa

Todo grande canteiro de fábrica é repleto de máquinas e equipamentos. Sendo de crucial importância sua distribuição de maneira a facilitar o acesso, uso e movimentação pela fábrica.

As posições corretas e de maneira proporcional precisam ser representadas através de um layout (planta baixa) do ambiente.

Assim é possível facilitar a fiscalização e a supervisão das pessoas responsáveis pelo bom funcionamento e segurança.

Qualquer mudança feita, desde uma aquisição nova até mesmo a alteração de local de cada equipamento.

Não manter a planta baixa atualizada representa um risco enorme para a segurança de todos, que aumenta junto ao número de máquinas e equipamentos potencialmente perigosos.

Análise de risco

Um dos trabalhos mais importantes a serem feitos, segundo à NR12 é a própria análise de riscos.

Neste documento serão levantados os principais perigos em potencial, assim como as suas estimativas e como você pode se livrar deles.

É basicamente um meio de se prevenir da maioria dos problemas que podem aparecer em uma fábrica/indústria.

Demais documentos

Além desses são necessários outras documentações inerentes ao trabalho em si. Sendo elas:

  • Diagnóstico
  • Plano de ação
  • Manual de operação e manutenção

Cada um com extrema importância, e todos obrigatórios para se estar em conformidade com a norma. O que é NR12? Em parte são documentações que evitam problemas.


curso nr12 gratuito

Como funciona a capacitação da NR12?

A capacitação dentro dos conformes da NR12 se dá junto a um curso prestado por alguma empresa certificada. Este curso pode ser ministrado de maneira presencial ou online, dependendo da praticidade e necessidade das pessoas.

E claro, pode ser feito tanto da parte de quem quer uma recolocação no mercado de trabalho, como por quem deseja manter sua empresa dentro da legalidade.

Como o treinamento precisa ser previamente feito ao início do trabalho, muitas delas escolhem alguém que já tenha uma certificação para garantir que se faça o trabalho de modo mais rápido e seguro.

Mas não é qualquer tipo de empresa que pode prestar este treinamento. É necessário que vários requisitos sejam preenchidos.

Além disso existem fatores subjetivos que vão fazer com que seu investimento em capacitação seja melhor aproveitado.

Sendo assim eu gostaria de te recomendar o curso de NR12 da Engehall como a principal forma de capacitação profissional.

Você ou seus funcionários irão saber o que é NR12, porém se dará uma capacitação completa em vários outros pontos da segurança do trabalho.

Por que o curso funciona?

Existem algumas vantagens muito difíceis de ser superadas que colocam a Engehall como a principal opção do mercado.

Primeiramente é importante notar que tudo o que é ensinado contém o selo de aprovação do CREA, da qual a Engehall é afiliada.

A empresa em si também possui certificação ISO 9001. Algo necessário para qualquer marca da área.

Ela está a mais de 10 anos no mercado trazendo capacitação profissional de qualidade, seja para cursos profissionalizante sou mesmo treinamentos da área de segurança do trabalho.

E claro, o curso terá todo o conteúdo programático exigido pela NR12.

Mas suas principais vantagens são:

1 – Disponível de modo presencial ou EAD

A Engehall foi uma das primeiras empresas a criar uma plataforma online para se criar estes treinamentos de segurança. Contando com recursos avançados incríveis.

Assim não só você ou seus funcionários irão aprender o que é NR12 e outras normas. Mas poderão contar com plantão de respostas à dúvidas e interação com o professor.

A modalidade online está disponível para pessoas físicas e jurídicas. Para quem está contratando o serviço para seus funcionários é importante notar que eles terão condições de acompanhar o desenvolvimento deles.

Assim você terá certeza de que estão progredindo no curso.

Já a modalidade presencial é disponível apenas para empresas que precisam entrar em contato antes para ver toda a dinâmica do curso.

2 – Instrutores didáticos e capacitados

Infelizmente muitas das pessoas envolvidas neste tipo de treinamento vão enfrentar situações complicadas para transmitir o conteúdo.

Isto acontece porque o certificado de que a pessoa está apta a dar o treinamento não significa que ela tem talento de ensinar.

Na Engehall os profissionais envolvidos são extremamente cativantes e capazes de responder qualquer pergunta. Todo o procedimento será altamente produtivo e de qualidade.

3 – Você pode começar a estudar sem pagar

Para ter certeza de que você não está sendo vítima de um produto de má qualidade, a Engehall te permite começar a estudar sem pagar nada.

Não há motivos para esconder nada, já que a empresa acredita na qualidade do material em si.

Como adquirir?

Infelizmente este curso ainda não está disponível no mercado, mas em breve você poderá conferir.

Considerações finais

Agora que você já sabe o que é NR12, está na hora de prosseguir com a sua nova qualificação. Então clique no botão acima e escreva uma nova história de sucesso.

No mais é isso, qualquer dúvida é só perguntar nos comentários ou na nossa página de contato.

Até a próxima!

© Todos Direitos Reservados | Engehall Elétrica | Curso NR10