nr10-reciclagem

NR10 reciclagem: Por que você deve fazer?

Você tem ideia de para que serve o curso NR10 reciclagem? Ele está disponível para as pessoas que desejam se manter informadas de novas técnicas ou é obrigatório? Este é um curso que serve para iniciantes substituindo o original? Confira tudo sobre o assunto aqui?

Não é de hoje que acidentes de trabalho podem acontecer, e por isso existem várias e várias técnicas de segurança. Podemos assim dizer que existem até mesmo graduações técnicas voltadas para a segurança do trabalho, e eu não arriscaria dizer que este tipo de formação algum dia não atingirá o nível de graduação.

Seja como for, é sempre importante se manter seguro e garantir que seu trabalho esteja em dia para não haver qualquer tipo de problema. E é por isso que a maioria das pessoas recorre a algumas instituições especializadas para alcançar um patamar de conhecimento básico.

Grande parte desta procura se deve exatamente pelo fato de que estamos diante de um país com uma série de normas regulamentadoras para o trabalho. O objetivo delas é garantir um pacote de atuações que sejam realmente seguras e meios corretos de se executar o trabalho.

Então a maioria dos acidentes será evitada e de mesmo modo os que ainda acontecerem poderão ser minimizados.

No caso de trabalhos com tensão alta é comum que você tenha que participar de mais uma certificação. Este é a norma regulamentadora NR10. Voltada para todos os que desejam entrar no mercado de trabalho como eletricistas.

Hoje gostaria de trazer um pouco mais sobre o curso NR10 reciclagem, que é feito de maneira periódica pelas empresas por aí.

Vamos dar uma olhadinha?

O que é NR10 Reciclagem?

NR10 Reciclagem é exatamente um curso criado para que a pessoa possa rever os principais pontos da sua trajetória como trabalhador com tensões acima de 50 volts para quem trabalha com corrente alternada. Para aqueles que trabalham com corrente contínua o valor sobe para 120 volts.

Esta foi uma exigência criada pelo antigo MET (Ministério do Trabalho e Emprego), que entendeu ser necessário padronizar e garantir o treinamento correto de vários funcionários em questão a sua segurança.

Entretanto o trabalho muitas vezes pode se tornar repetitivo, e quando o colaborador acaba aprendendo a ter mais confiança e muitas vezes ignora os procedimentos básicos. Assim como um conhecimento necessário que não é muito utilizado pode acabar se perdendo pelo caminho.

A reciclagem acaba entrando no jogo exatamente como um meio de garantir que eles estarão sempre alertas para as necessidades e ações corretas do trabalho em si.

Quem precisa fazer este curso?

Primeiramente é necessário entender que o curso de reciclagem não serve como uma capacitação da norma NR10. Ela pode simplesmente ser feita de maneira periódica para tratar alguns pontos cruciais, mas não tem a capacidade de suprir todo o conhecimento da norma.

Muitas vezes ela pode acontecer até mesmo em prazos menores que os exigidos pela lei, que costumam ser de 2 anos. Isto é feito para reforçar a correção de algum tipo de comportamento maligno para a segurança da empresa.

Todos os profissionais que estão expostos a este tipo de risco precisam ser igualmente reciclados. Afinal de contas, estarão sempre enfrentando situações semelhantes, mesmo que indiretamente.

Se sua empresa possui laboratórios com este tipo de risco, é necessário que os envolvidos, mesmo que não sejam engenheiros e técnicos também estejam capacitados.

pessoa-fazendo-calibracao-padrao

4 tipos de profissionais que precisam da NR10 reciclagem

Existe uma nomenclatura técnica que precisa ser dominada para entender exatamente quem será alvo do treinamento. Assim você pode separar as pessoas necessárias.

1 – Profissional Qualificado

O termo profissional qualificado se aplica àquela pessoa que possui formação em algum curso de ensino da área da elétrica. Mas ele precisa ser reconhecido pelo MEC.

Então um dos exemplos mais comuns que vamos encontrar por aí seria exatamente o engenheiro elétrico ou mesmo o técnico. Seja como for é importante que a pessoa tenha uma formação.

2 – Profissional Habilitado

Um dos registros mais importantes de um profissional está exatamente vinculado aos chamados conselhos de classe. Eles são organizações que avaliam os profissionais e o trabalho em que eles estão envolvidos, garantindo que a pessoa tenha a capacidade de receber seu título.

O mais famoso é o caso do conselho de classe dos engenheiros elétricos, que é chamado de CREA. O profissional habilitado, então, é aquele que possui um registro junto ao seu conselho de classe respectivo.

3 – Profissional Capacitado

O profissional capacitado é alguém que normalmente trabalha sob as ordens de um profissional superior. Sendo normalmente esta pessoa um profissional habilitado.

Então a formação de um capacitado normalmente se encaixa em cursos livres, também chamados de profissionalizantes. Um exemplo excelente é o curso de eletricista da própria Engehall.

4 – Profissional Autorizado

O Profissional Autorizado é todo aquele que está trabalhando com tempo suficiente em uma firma. Normalmente sendo treinado pela mesma para executar suas funções.

Todos estes quatro profissionais são requisitados para o treinamento de reciclagem.

Profissionais que estão expostos a riscos também precisam do treinamento

Como dito ali atrás, é preciso que você envolva também as pessoas que trabalham em estações elétricas. Normalmente isto vale para vigias, assim como os que trabalham na parte de construção civil.

Não é recomendado que estas pessoas permaneçam nos locais por tempo indeterminado, mas enquanto estiverem lá precisam estar cientes dos riscos e como evitá-los.

Quando se deve fazer a reciclagem?

Existe uma regra básica da legislação que obriga a pessoa a fazer o curso a cada 2 anos. Ou seja, desde a última reciclagem não pode existir um período maior, embora um menor seja possível. Então tudo passa a contar a partir dele de novo.

Mas existem também 3 situações especiais que irão exigir a reciclagem de maneira imediata. São estes os casos:

  • Se o funcionário for trocado de sua função ou mudar de empresa;
  • Quando o colaborador for afastado do trabalho ou então ficar inativo por mais do que três meses;
  • Caso haja alguma mudança significativa dentro das instalações elétricas da empresa (assim como nos métodos, procedimentos e ordem do trabalho).

eletricista-mulher-verificando-padrao


Tipos de treinamento de reciclagem de NR10

Como dito anteriormente não existe simplesmente um só tipo de curso de reciclagem. A necessidade pode variar com a ocasião que motivou este treinamento.

O curso original teria que contar com a carga horária de 40 horas no total, mas a reciclagem precisa ter somente 20 horas.

Claro, não é qualquer tipo de curso que irá contar. Existe uma necessidade mínima para que um curso seja considerado efetivo, no caso passando por esses 15 itens básicos:

  1. Aspectos gerais e introdutórios de segurança com eletricidade;
  2. Riscos vindos das instalações e demais serviços com eletricidade;
  3. Técnicas para se analisar um risco;
  4. Medidas para controlar o risco;
  5. Normas Técnicas Brasileiras, segundo a constituição;
  6. Regulamentações do TEM;
  7. EPCs;
  8. EPIs;
  9. Rotinas de trabalho assim como seus procedimentos;
  10. Documentação e burocracia necessária para instalações elétricas;
  11. Riscos adicionais ao profissional da área elétrica;
  12. Proteção e combate a incêndios (principalmente de origem elétrica);
  13. Acidentes com causas elétricas;
  14. Primeiros socorros;
  15. Responsabilidades do trabalhador da área elétrica.

São vários pontos a serem abordados, mas definitivamente farão toda a diferença no desempenho da empresa.

Quem pode dar o curso?

Este não é um curso a ser ministrado também por qualquer pessoa. É necessário que a pessoa seja corretamente capacitada e tenha certificados de habilitação junto aos órgãos próprios da empresa.

Lembrando que o normal é contratar uma empresa especializada para aplicar o mesmo treinamento a todos os funcionários.

A Engehall é uma empresa competente que está a mais de uma década atuando no ramo, sendo a mais qualificada na área. Até mesmo reconhecida como filiada ao CREA e tendo reconhecimento do ISO 9001.

Hoje você pode conferir mais sobre o curso NR10 Reciclagem no site deles clicando no botão abaixo:

botao-para-curso-nr10-reciclagem


eletricista-segurando-cabo-maleta

Por que sua empresa precisa deste curso?

Muitas pessoas realmente se perguntam sobre a necessidade de uma reciclagem constante dessas normas. Entretanto existem motivos claros pelos quais ela precisa realmente ser feita para seus colaboradores.

Vou colocar elas aqui em ordem para você analisar:

1 – Evita acidentes de trabalho

O treinamento em si não é só um apanhado de necessidades burocráticas para que a empresa funcione. Se não fosse uma lei, provavelmente a maioria das empresas ainda estaria fazendo eles de maneira constante, principalmente para os novos empregados.

Todos os procedimentos, ações e técnicas apresentados na norma facilitam com que o empregado se livre de situações adversas que possam gerar algum acidente. Principalmente em casos que a pessoa esteja realmente propensa a um acidente mais grave.

Acidentes de trabalho podem ser leves e não precisar de uma atenção médica. Mas acontecem casos em que pode haver incapacitação temporária ou permanente do funcionário. Neste caso ele acabará tendo problemas sérios que levam até mesmo ao óbito.

Isto é uma perda de capital humano irreparável, o que é ruim até mesmo financeiramente para a empresa. Sem contar que deixa a sua imagem manchada. Ainda que a culpa seja do funcionário.

2 – Requisições legais

Também não podemos deixar de lado as questões legais. Sua empresa é obrigada a oferecer este curso, ou então você acabará encontrando problemas sérios como por exemplo as multas.

Algumas penalidades podem ser grandes demais para serem pagas por empreendimentos pequenos. Sem contar que grandes empresas ainda estarão realmente enfrentando situações semelhantes.

3 – Agilidade no trabalho

Os procedimentos feitos de acordo com a norma também possibilitam que o trabalho seja feito de uma maneira mais rápida e confiável. Assim fica tranquilo de se esperar resultados no dia a dia.

No mais é importante que o funcionário acabe realmente trabalhando para dar seu melhor.

Lembrando que um acidente de trabalho na área da elétrica pode levar ao afastamento de um bom profissional que não será substituído de maneira fácil. Assim como pode danificar várias outras partes da empresa, aumentando a tarefa original que podia ser bastante simples.

4 – Melhora a imagem da empresa

Fazer tudo de acordo com os procedimentos é algo que atrai investimentos e clientes. Ninguém quer contratar uma empresa que não possui método e nem segurança.

Você consegue passar mais credibilidade e confiabilidade ao trabalhar com este tipo de abordagem. Lembrando que isto não leva só a mais clientes, como também facilita a possibilidade de melhorar os orçamentos a seu favor.


Quem deve pagar pelo treinamento?

Segundo a lei é necessário que a empresa que está contratando, ou que tenha contratado o funcionário, seja a responsável por todo o custo e aplicação do curso. Então o colaborador em si não precisa desembolsar nenhum tipo de valor.

Mas o custo em si pode ser irrisório se comparado aos benefícios, e muitas vezes tira um tempo precioso em que a pessoa já poderia começar a trabalhar.

Então o normal é que algumas pessoas procurem a certificação por conta própria. Assim o profissional acaba se destacando dos demais concorrentes para uma vaga, mostrando antes de mais nada que ele é profissional e que tem capacidade de crescer por conta própria. Mas também apresenta uma possibilidade de começar a trabalhar mais rápido e com menos custos.

Sem contar que muitos autônomos se capacitam para enfrentar as situações de risco com maior tranquilidade. O que não impede que o profissional se destaque dos outros também.


profissional-eletricista-segurando-multimetro

Conclusão

O trabalho do eletricista é realmente um grande desafio quando se quer crescer da maneira correta. Mas com o curso certo é possível estar pronto em um tempo menor e com maiores qualidades.

O curso da Engehall se destaca por estar por muito tempo dando resultados no mercado. Além de, é claro, entregar uma estrutura sólida, confiável e aprovada pelos principais órgãos de regulamentação.

É algo que está passando sempre por um processo de refinamento e construção de melhores resultados. Então recomendo para profissionais e empresas que queiram se destacar.

Toda a modalidade do curso pode ser online, assim é possível garantir uma adequação essencial às necessidades do colaborador.

E o melhor, ele pode ser iniciado de maneira gratuita, só pagando caso tenha visto que o material é de qualidade.

No mais é isso, espero que estas orientações tenham sido positivas. Se ainda há alguma dúvida sobre o assunto basta entrar em contato pelos comentários.

Até a próxima dica!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Todos Direitos Reservados | Engehall Elétrica | Curso NR10