Ele instalou DISJUNTOR CORRENTE ALTERNADA em CORRENTE CONTÍNUA

Para explicar se pode ou não usar o disjuntor  corrente alternada no lugar de um disjuntor para corrente contínua, iremos recorrer à uma parte da história da eletricidade que ficou conhecida como “Guerra das correntes”.

 

 

O que foi a "Guerra das correntes" ?

Em 1903, houve uma disputa comercial entre dois grandes nomes da eletricidade, o empresário Thomas Edison e o inventor Nikola Tesla.

Tesla defendia o uso da corrente alternada por ser mais eficiente economicamente. Já Edison defendia a corrente contínua, por ser menos perigosa segundo ele.

Para convencer o público dos perigos da corrente alternada, Edison teve a desumana ideia de eletrocutar animais usando corrente alternada. Dentre esses animais ficou marcado a morte de uma elefanta. Dessa forma,  o tiro saiu pela culatra. O povo não aprovou o abate de um animal tão grande e bonito por questões tão simplórias.

Sabendo onde tudo começou, agora vamos aprofundar um pouco mais na diferença entre alternada e contínua e suas aplicações.

Qual a diferença entre corrente alternada e contínua ?

A corrente alternada caracteriza-se pela constante mudança de direção dos elétrons, que chegam a 60 vezes por segundo. Por isso, dizemos que a corrente elétrica no Brasil tem frequência de 60 Hertz. Cada Hertz é equivalente a 1 ciclo por segundo.

A corrente alternada é mais utilizada para transmissões de energia elétrica a longas distâncias. Isso se dá pela facilidade de alteração da faixa de tensão através dos transformadores. Além disso, tem perdas muito menores em relação à corrente contínua. Ela é uma forma de transmissão de energia mais eficiente.

De maneira prática, a corrente alternada é a energia que sai lá da distribuidora de energia e vai passando pelos postes até chegar na sua casa.

Já na corrente contínua, os elétrons seguem um sentido único do lado positivo para o lado negativo. Sua aplicação é bastante comum em circuitos de baixa tensão, assim como os eletroeletrônicos.

Um bom exemplo de uma área em que está sendo bastante utilizada esse tipo de corrente é o de geração de energia solar fotovoltaica.

E como é o funcionamento deste sistema?

Basicamente os painéis solares captam a luz e convertem esta luz em corrente elétrica contínua. Em seguida, passam por  um inversor e são convertidas em corrente alternada.

E para garantir a segurança da instalação e dos seus ocupantes, tanto o lado CC da instalação, quanto o lado CA precisam ser protegidos.

Tanto a NBR 5410, norma mãe das instalações em baixa tensão, quanto a NBR 16690, que trata sobre sistemas fotovoltaicos, citam que as instalações devem ter proteção contra curto-circuito, sobretensão e sobrecorrente.

Para proteger contra a sobretensão, usamos o DPS. Muitos de vocês já conhecem. Já para a sobrecorrente e curto circuito, utilizamos o disjuntor.

Só que aqui tem um detalhe pequeno: é necessário utilizar tanto os DPS, quanto os disjuntores específicos para CC (corrente contínua) e para CA (corrente alternada).

“Ué! mas o engenheiro não falou que Disjuntor não é tudo igual, André?”

Sinto lhe informar meu querido, mas não é tudo igual não!

Como eu disse no início do vídeo, a corrente contínua, justamente por ser contínua, essa diferença de forma prática e visual pra todo mundo entender, primeiro ele fecha o circuito em 220V em corrente alternada, ao abrir o circuito, quase não conseguimos ver o arco gerado, agora quando ele troca para os mesmos 220V em corrente contínua meu amigo, olha só a abertura do arco, lembrando que a carga é a mesma tá.

E por ter este arco elétrico, precisa de um disjuntor específico para corrente contínua. A câmara de extinção deste arco elétrico em um disjuntor de cc é muito maior do que a de um arco de um disjuntor de ca, bem como os seus contatos, que são mais robustos do que os contatos existentes em um disjuntor de ca.

“E por que usam o disjuntor ca em sistema cc, André”?

Simples, meu querido, mas eu só vou falar depois que você compartilhar esse vídeo, porque eu quero ver essa comunidade de eletricistas sabendo bastante, clica aí na setinha torta e dá essa moral para mim e para os seus amigos.

Bom, respondendo a pergunta, o pessoal usa o disjuntor ca em sistema cc por dois motivos:

1 - Por causa do preço!
Um disjuntor de cc é bem mais caro do que um disjuntor para CA.

2 - Por falta de conhecimento, acreditando no que outros falam que não há diferença alguma!

Adquira com 20% de desconto: Curso de NR10 Engehall

E conheça nosso curso NR35, Trabalho em Altura.

Escrito por: Marlon Pascoal Pinto

Instrutor de Normas Regulamentadoras
Engenheiro Eletricista/Segurança do Trabalho
Crea: 172.438/D MG

Aprenda os 3 Pilares para se tornar Eletricista, agora mesmo
e de forma 100% grátis.
CURSO-GRATIS

SIM! Eu quero realizar o Curso
de Eletricista Gratuito

certificado iso 9001
Logo Crea
chevron-down