O Curso NR-10 tem validade estabelecida na Norma regulamentadora 10 do MTE. Todo profissional do ramo elétrico precisa fazer o curso de nr10 e manter o certificado válido fazendo a reciclagem após 2 anos da emissão do certificado Nr-10 básico.

Carga Horária Curso NR10 Online

Carga Horária Curso NR10 Online

Carga Horária curso NR10

As exigências para que um curso seja VÁLIDO em todo território nacional são:

– Carga horária mínima de 40 horas:

O curso presencial e o curso o online de NR10 devem possuir a carga horária mínima de 40 horas de aula. Essa carga é definida a partir do conteúdo programático do treinamento e da maneira que ele será aplicado, uma vez que o conteúdo é o mesmo o que caracteriza a diferença entre o presencial e o online é a maneira que o curso é ministrado.

Na modalidade presencial, normalmente o aluno participa de aulas durante 5 dias, durante 8 horas seguidas, totalizando 40 horas. Nesse período é apresentado ao aluno pelo professor todo o conteúdo da norma. Já no curso online o conteúdo é o mesmo, mas o aluno pode definir o seu período de estudo, ou seja, ele pode definir o tempo que irá estudar durante o dia de maneira que pode absorver o conteúdo da norma em um período menor através da realização de atividades interativas.

– Anotação de Responsabilidade Técnica para o treinamento (ART);
– Prática: Simulador Online e o Anexo II da Norma;
– O Ensino a distância da NR10;
– Carga horária mínima de 40 horas.

Veja outros Fatores:

O Ensino à distância no Brasil (Ead)
O MTE e os Cursos de NR10
O MEC e o Treinamento

Curso nr10 ead

Ensino a distãncia NR10

As exigências para que um curso seja VÁLIDO em todo território nacional são:

– O Ensino a distância da NR10:

A Norma Regulamentadora 10 foi publicada na Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 e sofreu alterações e atualizações na Portaria SSMT n.º 12, de 06 de junho de 1983 e na Portaria GM n.º 598, de 07 de dezembro de 2004. No momento da elaboração da norma e das alterações que ela sofreu o ensino a distância e os cursos online ainda eram pouco difundidos no Brasil, por isso não existe nenhuma afirmação explicita na norma que aborde esse assunto.

Com a evolução tecnológica e a popularização da internet a modalidade de Ensino à Distância (EAD) foi totalmente regulamentada dentro da legislação federal. Essa modalidade vem ganhando cada dia mais espaço por ter horários flexíveis e por possuir ferramentas didáticas de imagens, vídeos, texto e sistemas de avaliação diferenciados daqueles aplicados em sala de aula. Essa forma de ensino e seus materiais de estudo são totalmente eficazes para transmissão de qualquer conhecimento.

Para elaboração do Curso de NR10 a EngeHall uniu os engenheiros, responsáveis pelo conteúdo do curso, com profissionais de web, responsáveis pelo desenvolvimento do sistema de estudos e a transmissão de todo o conteúdo apresentado em sala para o treinamento. A partir disso foi desenvolvida a plataforma online em que o aluno tem acesso a todo conteúdo da norma NR10 por meio de atividades interativas, vídeos e um simulador prático que proporcionam o acesso e principalmente a fixação do conteúdo da norma. Com isso o aluno compreende as informações da norma, apreende e utiliza os procedimentos de segurança que são fundamentais para a prevenção de acidentes e se torna habilitado para atuar em qualquer setor tomando as medidas preventivas.

– Anotação de Responsabilidade Técnica para o treinamento (ART);
– Prática: Simulador Online e o Anexo II da Norma;
– O Ensino a distância da NR10;
– Carga horária mínima de 40 horas.

Veja outros Fatores:

O Ensino à distância no Brasil (Ead)
O MTE e os Cursos de NR10
O MEC e o Treinamento

Único Curso Nr10 Online Válido – Plataforma Prática

Único Curso NR10 Online Válido – Plataforma Prática

Simulador Online Prático

As exigências para que um curso seja VÁLIDO em todo território nacional são:

– O Curso deverá ser elaborado por profissionais habilitados e registrados em órgãos oficiais competentes.

– Os profissionais das áreas elétrica, segurança do trabalho e saúde deverão assinar o certificado.

– O Treinamento deverá abordar todo conteúdo do anexo II da Norma NR10 estabelecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego, com carga horária de 40 horas para o curso básico.

– Prática: Simulador Online e o Anexo II da Norma:

Desde o dia 16 de setembro de 2013 a EngeHall disponibiliza no sistema do seu curso de NR10 Online a atividade prática, em que seus alunos treinam os atendimentos de emergência nos primeiros socorros previstos no Anexo II da NR10. Ela discorre da necessidade dos treinamentos oferecerem aos alunos a atividade prática, uma vez que somente com ela é possível compreender partes do texto da norma.

No sistema da prática, o aluno tem a possibilidade de exercer um resgate simulado no ambiente de trabalho, onde é realizada desde a avaliação inicial do local e a remoção dos objetos de risco, até mesmo uma massagem de reanimação. O programa permite que o aluno identifique a maneira correta de realizar o atendimento em caso de acidentes. Com a introdução dessa atividade, a EngeHall se torna a única empresa a oferecer um treinamento com todos os requisitos da norma, trazendo para os alunos mais qualidade de ensino e segurança no ambiente de trabalho.

– Veja aqui todas as exigências para um Curso NR10 Válido

– Anotação de Responsabilidade Técnica para o treinamento (ART);
– Prática: Simulador Online e o Anexo II da Norma;
– O Ensino a distância da NR10;
– Carga horária mínima de 40 horas.

Veja outros Fatores:

O Ensino à distância no Brasil (Ead)
O MTE e os Cursos de NR10
O MEC e o Treinamento

Profissionais Regulamentados

Único Curso NR10 Online Válido – Profissionais Regulamentados

assinaturas-certificado

As exigências para que um curso seja VÁLIDO em todo território nacional são:

– Conteúdo elaborado por Profissionais Qualificados e registrados em seus órgãos trabalhistas:

Para a realização do treinamento é necessária a produção de material didático que será oferecido aos alunos. Três profissionais, no mínimo, devem ser os responsáveis por esse conteúdo, essas pessoas devem ser qualificadas e registradas em seus respectivos órgãos profissionais.

Os profissionais responsáveis pelo conteúdo do curso da EngeHall são: o Engenheiro Eletricista André Luiz Mafra de Medeiros. CREA 186.906/D – MG; o Engenheiro de Segurança Flávio Moreira da Costa (CREA 71.942/D-MG); e o Técnico em Enfermagem da Engehall é o Marcelo Félix da Silva (COREN-MG: 520.819), atuante no Samu e na Cruz Vermelha.

– Anotação de Responsabilidade Técnica para o treinamento (ART);
– Prática: Simulador Online e o Anexo II da Norma;
– O Ensino a distância da NR10;
– Carga horária mínima de 40 horas.

Veja outros Fatores:

O Ensino à distância no Brasil (Ead)
O MTE e os Cursos de NR10
O MEC e o Treinamento

Curso NR10 Online Válido – MTE

O curso de NR10 online é válido?

É importante ressaltar que o objetivo da Norma NR10 não é somente o certificado e sim a segurança e saúde do trabalhador, alguns anúncios de empresas na internet prometem certificados válidos e rápidos,  além de vender certificados que não possuem validade, ainda colocam a vida dos profissionais em risco. Veja abaixo os requisitos necessários para que um certificado de NR10 seja válido.

Projeto pedagógico

Os cursos de NR10 devem dispor de projeto pedagógico, veja aqui os responsáveis pela elaboração do material de estudo da Engehall:

Projeto pedagógico: Renata Navarro
Apostila NR10 básico: Professora Tabita (Senai)
Apostila NR 10 Sep: Professor e Engenheiro Eletricista Andre Mafra
Combate a Incêndio:  Salmir  (Corpo de Bombeiros)
Primeiros Socorros:  Marcelo Felix  (Socorrista do SAMU)
Edição e confecção de vídeos : Equipe de Marketing Engehall
Participação especial:  Diretor executivo Edson Martinho da Abracopel (Associação Brasileira de conscientização para os perigos da eletricidade). Participou com sugestões no início do projeto.

Veja aqui o certificado de NR10

Quais profissionais devem assinar o Certificado?

O Curso de NR10 deve ser elaborado por  profissionais habilitados e registrados em órgãos oficiais. São 3 áreas distintas, os responsáveis pelo treinamento da engehall são:

Andre Luiz Mafra de Medeiros (Engenheiro Eletricista) Crea 186.906/D
Flavio Marcio Moreira da Costa (Engenheiro de Segurança do Trabalho) Crea 71.942/D
Marcelo Felix da Silva (Enfermeiro) Coren 520.819

Todos profissionais devem possuir registro em seus conselhos de classe no caso do engenheiro eletricista e engenheiro de segurança do trabalho o CREA e no caso do profissional do ramo da saúde o Coren por exemplo.

Emissão da ART

A Empresa que gera o certificado deve emitir a ART – Anotação de Responsabilidade Técnica. A Engehall é filiada ao Crea e emite a ART, que garante que os profissionais são devidamente habilitados.

A ART – Anotação de Responsabilidade Técnica também é um requisito para que o curso de NR10 seja válido.

Todo conteúdo do curso de NR10 está contido no anexo III da Norma Regulamentadora Portaria MTPS n.º 508, de 29 de abril de 2016, a carga horária definida na norma para o curso NR10 Básico é 40 horas. O curso presencial e o curso de NR10 Online devem possuir a mesma carga horária e conteúdo programático. A única diferença é a forma de ministrar os cursos.

No curso de NR10 presencial o aluno tem aulas presenciais durante 5 dias seguidos com carga horária de 8 horas diárias e devem totalizar 40 horas. Já no curso online o conteúdo é o mesmo, mas quem determina o ritmo/andamento é o aluno. A plataforma da Engehal fica disponível 24 horas por dia nos cursos online, por este motivo o aluno pode escolher o horário mais apropriado de acordo com sua disponibilidade.

O Curso deve abordar de forma completa todo conteúdo da Norma NR10 disposto no Anexo III. 

1 – Introdução à segurança com eletricidade energia elétrica: geração, transmissão e distribuição
2 – Riscos em instalações e serviços em eletricidade
3 – Técnicas de análise de risco
4 – Medidas de controle do risco elétrico
5 – Normas técnicas brasileiras
6 – Regulamentações do mte
7 – Equipamento de proteção coletiva – EPC
8 – Equipamento de proteção individual – EPI
9 – Rotinas de trabalho
10 – Documentação de instalações elétricas
11 – Riscos adicionais
12 – Proteção e combate a incêndios
13 – Acidentes de origem elétrica
14 – Primeiros socorros
15 – Responsabilidade

Simulador para prática

A Engehall foi a primeira empresa do Brasil a desenvolver uma plataforma para prática de combate a incêndio e primeiros socorros nos cursos online. E disponibilizado para os alunos um Simulador para prática Online. Com este Simulador é possível realizar a prática de primeiros socorros e combate a incêndio para uma melhor fixação do conteúdo, conforme previstos no Anexo III da Norma.

Com essa novidade, a Engehall além de inovar, permite que os alunos compreendam melhor os assuntos abordados nas aulas teóricas. A prática simulada de primeiros socorros é realizada em um ambiente virtual, onde é possível a realização de uma reanimação cárdio pulmonar em uma vítima de choque elétrico, com todos os procedimentos necessários.

Carga Horária 

Os cursos de NR10 online devem ter a mesma carga horária e conteúdo dos cursos presenciais.

NR10 Básico e complementar SEP 40 horas.

Reciclagens

A Reciclagem deve ocorrer de 2 em 2 anos e a carga horária é de acordo com as atividades de cada profissional e variam de empresa para empresa.

Decreto presidencial nº 5.622

O decreto presidencial nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005 determina que os cursos à distância e presenciais possuem o mesma validade desde que ministrados por profissionais qualificados, que tenham o mesmo conteúdo e o mesmo sistema de avaliação. Desta forma os cursos de NR10 online possui a mesma validade de um curso de NR10 presencial.

MEC nos Cursos de NR10

Não existe vínculo entre o MEC e a norma NR10 do Ministério do Trabalho. A competência para fiscalizar os cursos de NR10 são de responsabilidade exclusiva do MTE e do CREA.

Entenda um pouco mais

Primeiramente, é importante esclarecer que A NR 10 é uma Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego que não faz nenhuma determinação em relação à legislação profissional existente. Desta forma, não é do Ministério do Trabalho a competência de estabelecer atribuições profissionais, mas sim dos conselhos federais, que exercem a fiscalização por meio dos conselhos regionais. O item 10.2.7 da NR 10 estabelece que “os documentos técnicos previstos no Prontuário de Instalações Elétricas devem ser elaborados por profissionais legalmente habilitados”. Ora, os comprovantes de treinamento são documentos que compõem o prontuário, logo, deverão ser emitidos por profissionais legalmente habilitados. Essa habilitação legal é determinada, como já foi dito, pela legislação específica, a regulamentação profissional, e não pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

No caso da área técnica (eletricidade e segurança tratadas na NR 10), a regulamentação se faz de acordo com a Resolução 1010, de 22 de agosto de 2005, que entrou em vigor a partir de julho de 2007. A NR 10 foi publicada em 8 de dezembro de 2004, portanto, no período em que vigorava a resolução 218 do Confea, que traz no item 8 do artigo 1º, a atribuição de ensino para engenheiros (há engenheiros com atribuições estabelecidas por outros dispositivos legais anteriores à resolução 218).

Para os técnicos, as resoluções posteriores à resolução 278, de 27 de maio de 1983, são as regulamentações legais que estabelecem as atribuições de cada profissional, segundo os critérios dos conselhos federais. Assim, o treinamento (40 ou 80 horas) da NR 10 está composto por conteúdo de três áreas distintas, que se complementam, respectivamente, a elétrica, a de segurança e a área médica. Cada um dos assuntos deverá ser ministrado por profissional legalmente habilitado naquela especialidade.

Não está previsto na NR 10 que esse treinamento seja promovido por uma entidade de ensino, por empresa externa ou por órgão registrado ou autorizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Como descrito acima, o Ministério do Trabalho Emprego não tem competência legal para registrar ou autorizar nenhum órgão para ministrar o treinamento NR 10.

Curso NR10 MEC

É comum os alunos questionarem sobre a existência de uma validação do curso de NR10 pelo Ministério da Educação (MEC). Por isso, esclarecemos que a norma NR10 foi elaborada e é fiscalizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), responsável pelos direitos e deveres do trabalhador e dos vínculos empregatícios.

Os objetivos das Normas Regulamentadoras e do treinamento em NR10 são fornecer orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho e apresentar definições na forma de realizar as atividades do trabalho, dessa maneira fica claro o motivo da inexistência de vínculos entre o MEC e os cursos de NR10.

A NR10 exige ART?

A Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) é um registro documental dos serviços prestados por um profissional ou por uma organização. De acordo com a Lei n° 6.496 de 7 de dezembro de 1977, todo contrato para a execução de obras ou prestação de serviços profissionais referentes à Engenharia e à Agronomia são sujeitados a necessidade de uma ART. Essa documentação define a autoria e os limites da responsabilidade e da participação técnica em cada obra ou serviço.

Existe grande dúvida sobre a exigência do recolhimento da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) para a norma NR10 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O MTE estabelece regras com o objetivo de assegurar a garantia da segurança dos trabalhadores no exercício de suas atividades profissionais. Uma vez que a NR10 está contida na Lei Federal n° 6.496, é estabelecida a exigência da ART de forma genérica e ampliada. O recolhimento deste documento é regulamentado pela Resolução 425/98 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Por isso, para uma organização ao ministrar um treinamento de NR10 é necessário o recolhimento da ART. Além disso, é exigido em relação a NR10 que todos os documentos que integram o prontuário sejam elaborados por profissionais legalmente habilitados e registrados, isso é comprovado pela apresentação da ART respectiva às atividades desses profissionais.

Entre as atividades da norma que necessitam da exigência da ART estão as seguintes:

• Análise de risco e elaboração de procedimentos
• Elaboração de esquemas unifilares e de projetos
• Especificação de dispositivos de proteção
• Inspeções e medições dos sistemas de proteção contra descargas atmosféricas
• Especificação de equipamentos de proteção coletiva e individual
• Elaboração de relatório técnico e de inspeções

O objetivo da exigência da ART é a comprovação da experiência dos profissionais envolvidos no processo, além disso, é comprovante de habilitação. Ao requisitar a ART é realizado um registro no Conselho Regional do Confea e, nesse registro, é possível a conferência da CAT e de outros documentos.

Curso NR10 é na Engehall.