A solução: Seca em Los Angeles

A seca é um problema que, atualmente, atinge boa parte do mundo. A cidade de Los Angeles, na Califórnia, é um bom exemplo de como a falta de água pode ameaçar toda uma comunidade. Devido à forte ameaça de um futuro com escasso abastecimento de água, um grupo de especialistas realizou inúmeros estudos e defende que a cidade precisa ser totalmente redesenhada para absorver toda a água que cai no solo.

O projeto que está sendo desenvolvido não propõe que somente a água da chuva seja absorvida. De acordo com o site Fast Company, a iniciativa também planeja a captação da água da neve derretida das montanhas. A captação de mais água ajudaria a resolver outro problema gerado pela situação que é o gasto de energia para bombear água para Los Angeles, fato que que agrava ainda mais o problema.

Diante desse cenário, o Arid Lands Institute, uma organização de pesquisa sem fins lucrativos da Universidade de Woodbury vem trabalhando para transformar a cidade em uma esponja gigante, onde cada edifício e quintal faça a coleta da água da chuva em um rede descentralizada.

O instituto projetou uma ferramenta que mapeia a cidade em zonas e ajuda designers e arquitetos a descobrirem como cada prédio ou casa pode otimizar a coleta de água de acordo com a zona que está localizada. Isso porque algumas áreas são capazes de coletar água, outras só podem armazená-la acima do solo e outras zonas só possuem a indicação para enviar a água para outro lugar.

De acordo com o site da Fast Company, mesmo dentro de um mesmo bairro, as zonas podem mudar e a ferramenta consegue informar para o arquiteto ou o proprietário como ele deve proceder.

Os envolvidos afirmam que estimativas apontam que 82% da água utilizada em Los Angeles poderia ser suprida por meio da conservação, reciclagem e captura de águas pluviais em vez de utilizar o bombeamento de água por centenas de quilômetros de outros lugares. A iniciativa é uma forma de cada projeto individual trabalhar para um bem maior e buscar maneiras de captar, tratar e reaproveitar a água.

FONTE: ESTADÃO PME

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta