🔌☀️ Dá pra colocar ENERGIA SOLAR em INSTALAÇÃO elétrica mais ANTIGA?

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional: https://ift.tt/2V3l4Yp ⚡️
——

✋🏻 Para os NÃO INSCRITOS 🔴 “NÃO CLIQUE NO LINK” 🚫: https://ift.tt/2NmfCyR
——

👉 Conheça o Curso de Comandos Elétricos da Sala da Elétrica:
https://ift.tt/2Nm0ulj

——
✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/2V3l5LX
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

——
👉 Curso NR10 com 20% de desconto:
https://ift.tt/2NmfDCV

——
Instalar placas solares agora ou esperar o preço cair?
Quando se fala em instalar placas solares fotovoltaicas (componentes do sistema de geração de energia solar fotovoltaica), muitas pessoas ainda têm dúvidas se deveriam aguardar o preço abaixar ou investir agora, mesmo teoricamente pagando um valor atual superior ao que será cobrado no futuro.

Um histórico do preço da energia solar no mundo
Fatores como aumento da escala de produção e introdução de tecnologias de fabricação mais modernas e eficientes de células fotovoltaicas vêm promovendo uma redução significativa do custo das placas solares.

Observando o gráfico desenvolvido pela agência de novas energias da Bloomberg News (BNEF), as células de silício cristalino sofreram uma queda de mais de 213 vezes desde 1977.

Em 2015, o custo das células fovoltaicas já era 80% menor quando comparado a 2009.

De acordo com um estudo realizado pela Agência Internacional de Energias Renováveis (IRENA) em 2017, a previsão de queda de preço das células fotovoltaicas é de 5,9% por ano até 2025, representando uma redução total de 59%.

Energia solar x Energia da distribuidora
Neste tópico consideraremos uma comparação entre a tarifa de energia elétrica equivalente quando produzida através da fonte solar e a comprada da distribuidora.

Utilizaremos como base uma residência localizada na cidade do Rio de Janeiro, com um valor médio de R$500,00 na conta de luz e uma tarifa de energia de R$ 0,88 comprada da distribuidora.

Esta família demanda 568 kWh/mês de energia elétrica, sendo necessário um sistema de potência de cerca de 4,7 kWp.

O investimento necessário será em torno de R$32.000,00 e a energia produzida pelas placas solares durante a vida útil de 25 anos do sistema será de 159.147 kWh.

Assim, realizando a comparação entre o valor da tarifa de energia equivalente pela geração solar e comprada da distribuidora através do cálculo abaixo:

Dividindo o custo do sistema fotovoltaico pela energia gerada durante a sua vida útil, obtemos o valor de R$0,20/kWh, valor muito inferior aos R$0,88/kWh frequentemente cobrados pelas concessionárias no estado do Rio de Janeiro.

Em suma, comprovamos a diferença entre o custo de continuar comprando da distribuidora ou investir num sistema de geração própria.

Comprar agora x Comprar no ano que vem
Comparamos no tópico acima os custos da energia através da geração própria ou comprando-a da concessionária, considerando um horizonte de 25 anos.

Porém, respondendo à pergunta principal: devido à redução dos custos devo instalar os módulos solares já ou aguardar o preço abaixar?

Realizaremos os cálculos utilizando o mesmo exemplo citado acima.

Supondo que o sistema fotovoltaico custe R$32.000,00 em valores atuais, consideraremos uma redução de 5,9% no preço total no próximo ano, custando o mesmo R$30.112,00 no futuro.

Isto significa uma economia de R$ 1.888,00.

Não consideraremos os efeitos da inflação.

Este sistema irá gerar cerca de 6.816 kWh no primeiro ano, resultando em uma economia na conta de luz de R$ 5.998,08 durante este período.

Considerando a aplicação dos R$ 32.000,00 em renda fixa a uma rentabilidade de 10% ao ano, o retorno bruto esperado será de R$ 3.200,00.

Assim, podemos somar os R$ 3.200,00 da aplicação financeira aos R$ 1.888,00 economizados pela redução do valor total do gerador, resultando em R$ 5.088,00.

Conclusão
Após realizados os cálculos, comparamos ambos os valores obtidos:

Investir no ano que vem: economia de R$ 5.088,00, proveniente da redução do valor global do gerador e da rentabilidade do investimento em renda fixa;
Investir agora: economia de R$ 5.998,09, proveniente do abatimento na conta de luz;
Portanto, através destes cálculos entendemos que não vale a pena esperar mais um ou dois anos para investir em um sistema fotovoltaico pois a economia gerada pelo abatimento na conta é maior que a economia gerada pela redução de preço em conjunto com um investimento de baixo risco, como na renda fixa.