⚡ Até QUE ENFIM alguém CONSEGUIU EXPLICAR a diferença ENTRE ELAS

Curso de projetos: https://ift.tt/2Sb0rJa

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
➽ https://ift.tt/3do6ndJ
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/33QdANe
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto
➽ https://ift.tt/37pvh8Y
——
Fala meus queridos, tenho uma pergunta para te fazer: Você saberia me dizer o que significa: fator de potência e fator de demanda?

Essa dúvida veio através do futuro projetista Alan Freitas, que é aluno do curso Viver de Projetos Elétricos aqui da Engehall, ele relatou que ainda fica na dúvida sobre quando utilizar o Fator de Potência e quando utilizar o Fator de Demanda, na hora do dimensionamento.

No qual é a dúvida de hoje então iremos esclarecer melhor sobre esses dois fatores. E se você também quer aprender mais sobre projetos elétricos, faça como o Alan, vem se tornar um projetista certificado pela Engehall, deixo mais informações sobre esse curso na descrição e também no fim do vídeo, porque agora vamos esclarecer qual é a duvida!

Bom, mas o que é o Fator de Demanda?

De acordo com a Resolução Normativa nº 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o fator de demanda é a razão entre a demanda máxima de potência registrada num intervalo de tempo especificado, ou potência de alimentação, e a potência instalada na unidade consumidora, é tipo um meio termo entre o pico de consumo que uma casa vai ter e a carga instalada nesta casa.

Ficou complicado né? vou resumir para vocês.

O fator de demanda nada mais é do que um número, basicamente um constante, sempre menor do que 1, que a concessionária de energia adota para alguns tipos de cargas com o objetivo de auxiliar no dimensionamento das instalações elétricas. Na prática é só você pensar: A casa tem 10 tomadas de 100Va cada uma, isso dá 1000Va, será que todas essas 10 tomadas funcionarão juntas? Pouco provável né? Então na maioria das vezes não teremos o consumo instantâneo dos 1000Va, entendidos?

Mas André, porque essa constante é menor do que 1?
Porque o 1 no caso seria demanda 100% ou seja, todos os aparelhos funcionando ao mesmo tempo. Se a demanda for 0,9, seria 90% dos aparelhos funcionando ao mesmo tempo, se a demanda for 0,7, significa que 70% dos aparelhos estão funcionando e assim por diante, basicamente pessoal é apenas uma previsão que a concessionária determina para ajudar a aliviar a potência instalada e deixar um cálculo mais próximo da realidade, vamos falar assim.

Beleza André, entendi até aqui, mas como e onde a concessionária divulga os fatores de demanda?
Simples pessoal, ela simplesmente cria uma tabelinha que nós projetistas devemos seguir, a gente vai lá, consulta nessa tabela e “ajusta” nossos cálculos para que o padrão de entrada do nosso cliente não fique superdimensionado, afinal vocês sabem, superdimensionamento custa caro né

Por exemplo, essa tabela é a 11 da ND 5.1 de nossa concessionária local CEMIG. Ela refere-se a fator de demanda para calcular iluminação e tomadas em residências. Repare que ao passo que vai aumentando a carga instalada, o fator de demanda vai diminuindo. Tipo na segunda linha diz que se a carga instalada está entre 1 e 2 kw, devo aplicar um fator de demanda de 0,81. Já se der uma carga instalada entre 5 e 6kw, o fator de demanda cai para 0.64.
Tem algumas notas abaixo também que falam sobre o tipo de lâmpada e um número nos chama atenção na nota 3, ele pede para circuitos de lâmpadas de descarga e fluorescentes, além também de circuitos de tomadas, para considerar o fator de potência de 0,92, inclusive fator de potência será o próximo assunto desse vídeo.

Mas na prática então como eu faço para calcular o fator de demanda, olha só:
Carga total de iluminação fluorescente = 1000W
Carga total de tomadas de uso geral = 5000W
Carga instalada total = 6000W, mas preciso aplicar o fator de potência conforme a nota abaixo da tabela, então tenho 6000W/ 0.92 = 6.522W aí agora sim eu volto na tabela e vejo qual é o fator de demanda, que no caso é o 0,60, afinal tá entre 6 e 7 quilowatts, o que dá 0.60, então tenho 6522 W x 0.60 (agora eu multiplico tá pelo fator de demanda = e vou ter uma demanda de 3.913 W. Pronto agora sim, tenho a potência demandada, um número bem menor do que a carga instalada, já que como falei, nem todas essas tomadas e lâmpadas funcionarão juntas!

Bom, creio eu que agora sim, consegui explicar e aplicar na prática os fatores de demanda e também de potência, mas você deve tá se perguntando, mas você ainda não falou do fator de potência André

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Todos Direitos Reservados | Engehall Elétrica | Curso NR10